quarta-feira, 30 de junho de 2010

Tita




PERFORMANCE - Injetores - Parte 3/3


...CONTINUANDO

Voltando ao assunto...

Os engenheiros calculam o tamanho do injetor de sua motoca da seguinte maneira:

Se o motor, com o acelerador todo aberto e na RPM máxima usa 8 gramas de combustível por segundo, vamos tascar um injetor que possa atingir 25% a mais dessa marca, larga um injetor aí de 10 gramas por segundo que vai dar tudo certo! E dá. E acreditem em mim, o cálculo é esse mesmo.

Então assim foram calculados os injetores das Twincam 1450cc, e deram 4,22g/s.

Os injetores das TC88 (ou TC 1450cc como conhecidos deste lado da fronteira) são de uma vazão de 4,22 gramas de gasolina por segundo, pra calcular quanto dá em litros/hora é só fazer conta.

Mas aí veio a E.P.A. (Agencia de Meio Ambiente dos USA) bem quando Harley estava lançando os motores TC 1600cc, papo vem, papo vai, os injetores das Harley 1600cc são de 3,90g/s...

Hein?

O motor de 1450 cilindradas tem um injetor maior que o do motor de 1600cc?

Pois é...

Coisas da Harley...

Na verdade eles conseguiram fazer isso colocando sondas lambda nos escapamentos e usando AFR de 14,6 (quase os 14,7 estequiométricos) e conseguiram colocar um injetor menor, só que...

Só que esqueceram que vendem motos para o Brasil.

As motos brasileiras têm que engolir de 20 a 25% de álcool, e o álcool precisa de um injetor maior que o injetor de gasolina, um injetor com mais vazão.

Enfim, como os injetores são calculados, de fábrica, com uma margem de uns 25-30%, ainda vai dar pra usar a gasolálcool e estar dentro do padrão, porém, vai estar no limite, no talo mesmo, qualquer filtro de ar e escape aberto que você colocar na sua moto já pode pedir um injetor maior, principalmente no caso das Twincam 1600cc, de 2007 pra frente.

As motos anteriores a esse ano (2007) ainda agüentam um pouco mais.

Só pra terem uma idéia, os injetores da minha motoca tiveram que ser mais de 50% maiores que os originais, ou seja, uns Küryakyn com algo em torno de 6,0g/s, agora sim meu motorzinho está feliz e bebendo a vontade.

Então, pra finalizar este texto, e combinar com o texto dos AFR que escrevi anteriormente: O AFR é a mistura de ar combustível que entra no motor, e o injetor é quem vai colocar o combustível nessa mistura, agora, se o injetor é pequeno demais, não vai ter módulo, filtro de ar, pistões, nem nada que faça sua moto andar mais.

I`ll be back...

On the road to Tiradentes 2010





Um oferecimento (c)Tony Hunter Productions

Eventos para este final de semana...





Esse final de semana farei uma espécie de POKER RUN por São Paulo. 

A idéia é sair do Rio na sexta de manhã, assistir ao jogo do Brasil em algum buraco já pelo meio do caminho e depois seguir viagem. Pretendo chegar em SP a tempo de passar na HOT V2, para ver se consigo desenvolver um alforge "one of a kind". Bem, "one of a kind" até o cara resolver fazer mais (o que acho provável) e revender... De noite já tenho outro compromisso em mente e que deve varar madrugada adentro.

No sábado, teremos jogo dos Hermanos seguido de Swap Meet e churrasco no GasWash. Só espero que eu venda mais do que coma... Aproveito para lembrar a todos que as últimas camisetas do blog disponíveis estarão à venda. Sem contar que a minha mala de peças e tralhas motociclisticas estará presente. Ah, por falar nisso, não posso esquecer de agradecer a um amigo que gentilmente hospeda a dita cuja em sua casa desde o Swap do Chrys, e a levará para o evento. De noite não tenho nada programado ainda, então aceito sugestões.

Não sei não, mas se não me falha a memória, tinha um certo HARLYSTA lá dos Pampas, que disse que no próximo Swap dava as caras com certeza... Será?

Domingo é acordar cedo e curtir o evento de Motos Clássicas no Pátio do Colégio. E aí SiniStroS, estarão lá em peso? Queria muito conhecer pessoalmente o QG de vocês, ou pelo menos ver as bikes de perto. Depois é almoçar e cair na estrada de volta para o purgatório da beleza e do caos, como diria Fernandinha Abreu.

Ah, detalhe importante, ainda não arrumei um lugar pra cair por SP, então se alguém quiser recomendar um hotel, pousada, albergue ou coisa que o valha, estamos aí...

Caso F.T.D. - A novela continua...


A HDSP (Grupo Izzo) conseguiu liminar que garante a manutenção do contrato apesar da sentença prolatada e publicada na semana passada. A fonte é o jornal Estado de São Paulo em sua edição eletrônica.

Segue íntegra da nota publicada:


DISPUTA JUDICIAL
Reviravolta no caso Harley Davidson
O Grupo Izzo, representante exclusivo das motos Harley Davidson no Brasil, conseguiu ontem à tarde uma liminar para manter seu atual status no negócio. Há uma semana, a fabricante americana de motos havia conseguido romper, na Justiça, o contrato com o distribuidor. A multinacional também havia conseguido autorização para nomear novos concessionários no País. Ambas as determinações estão, agora, suspensas. O imbróglio envolvendo a Harley Davidson e seu concessionário se arrasta desde o final de 2009. A fabricante alega violação do acordo de exclusividade e mau atendimento a clientes. Já o Izzo diz ser alvo de uma estratégia da americana para mudar o modelo de distribuição no Brasil.


Acessando o site do TJ SP na manhã de hoje (29/06/2010) verifica-se que houve juntada de documentos e que os autos encontram-se conclusos para nova decisão do juiz.

Sobre os documentos juntados nada pode ser esclarecido por não se ter acesso aos autos, mas com a informação publicada pelo Estado de São Paulo pode-se supor que seja uma notificação ao juízo da existência da liminar concedida ou mesmo a interposição de recurso de Apelação.

E enquanto isso, segue a novela...

terça-feira, 29 de junho de 2010

Free Stickers




As long as you show us you deserve one...

Do your best and give it a try. Send us anything kreative, from a home made video to a professional photography.

Show us a kool bike trip, a ride through town, some killer party, kustom bikes or cars, hot chicks (of course), or any other krazyness.

Anything at all.

And if it has the blog´s name on it, you´ll get a free t-shirt also.

Are you up to the task?

store@lordofmotors.com

PERFORMANCE - Injetores - Parte 2/3


...CONTINUANDO




Agora, a foto acima ajuda a explicar algumas coisas, em primeiro lugar explica o angulo dos injetores.

Há uns anos atrás, a Harley teve problemas com os injetores de 8 graus, trocando esse por outro (menos ruim) de 25 graus atraves de um recall (isso lá na terra do Tio Sam né, porque recall aqui... Alias, só pra constar, o boletim do recall é o M1185), enfim, o ângulo é exatamente o ângulo do spray da foto, o spray faz um ângulo, dá pra ver isso, e esse ângulo pode ser de 8 graus ou de 25 graus no caso desses dois injetores. Não me perguntem como o ângulo do spray pode ser tão influenciavel em um motor porque nao faço a menor idéia!!! Tem algo a ver com a quantidade de gasolina que é injetada, aparentemente o de 8 graus injeta um pouco menos porém é mais adequado para o formato do intake e o tamanho das valvulas. Só que não funcionou direito e trocaram pelo de 25 graus.


Pra exemplificar, ao lado, a figura de cima, seria um injetor com 8 graus, apontando o leque (na verdade um cone) de gasolina nas costas da válvula.

Abaixo seria o de 25 graus, que tem um leque um pouco maior que faz com que alguma gasolina vá parar nas paredes do duto de admissão, isso acontece nas harleys, o de 25 graus tem esse efeito negativo, o ideal seria o de 8 graus, porém, o ideal não funcionou direito.

Mas pelo menos dá pra ver como é dentro da admissão e não ficarmos com aquela sensação de que tem um anãozinho lá dentro.

Mas isto vai me servir para explicar outra coisa, o TAMANHO dos injetores...

O tamanho dos injetores não é o tamanho da seringa de penicilina que aplicaram na sua bunda, o tamanho dos injetores, fisicamente é sempre o mesmo, o que diferencia um de outro é a VAZÃO DOS INJETORES! A quantidade de gasolina que eles liberam.



Acima parece ser o mesmo injetor, mas não, são quatro injetores diferentes, com vazões diferentes. (e com ângulos diferentes)

Digamos, se você pega e aponta o laquê ou o desodorante em spray do texto anterior pra dentro de um copo de vidro, e aperta o desodorante por um minuto sem parar, por exatos sessenta segundos mesmo, aquele vapor vai acabar fazendo algum volume de líquido no copo, aí depois pega o copo e mede quantos mililitros deu, VUALÁ, você tem a VAZÃO DO SEU INJETOR, em ml/minuto, e se dividir por 60 vai dar ml/segundo!!! (Vou acreditar que vocês sabem que se dividir um minuto por sessenta, dá um segundo).

Só que a Harley, ahhhh a Harley, sempre quer fazer as coisas do jeito dela, então ela mede a vazão dos injetores um pouco diferente, em GRAMAS, ou seja, ela nao mede o volume do líquido que ficou no copo, ela PESA o líquido que ficou no copo.

Então o tamanho do seu injetor será dado pela vazão em g/seg (gramas de combustível por segundo).

Se os injetores são físicamente do mesmo tamanho, como podem ter vazões diferentes? Bom, os injetores tem pequenos furos, por onde passa a gasosa, esses furos podem ser maiores ou menores, como na foto dos quatro injetores acima, cada um tem um tamanho de furo diferente...

ÓÓÓÓLHA!!! ENTÃO É IGUAL AO GICLÊ DO MEU CARBURADOR!!!!


...Não...

...Não tem nada a ver com o giclê do seu carburador...


CONTINUA...

Less is more, always...




Cenas Cariocas - As Ruas Sem Entrada



Quinta-feira passada, dia 24 de junho, por razões profissionais tive que comparecer ao Fórum Regional da Ilha do Governador. Segundo me disseram, era fácil de chegar, não tinha menor mistério, inclusive me passaram algumas orientações. Ok...

Precavido que sou, preferi dar uma consultada no Google Maps antes de sair de casa. De fato parecia simples de chegar. Aproveitei e fui de moto. Primeiro porque estava um dia lindo; segundo porque iria agilizar meu lado, já que teria que estar no Centro para um compromisso algumas horas depois; e terceiro porque qualquer coisa com a moto é mais fácil conseguir informação na rua, entrar na contramão, subir calçada, etc e tal.

Bem, chegar lá de fato foi tranquilo. Até pedi uma informação logo que entrei na Ilha só para confirmar o caminho. Sem mistérios mesmo. Acontece que, depois de resolver tudo o que tinha pra fazer lá, me lembrei de um detalhe importante.

Não sabia o caminho de volta.

Porra, pensei, não deve ser difícil, basta pegar as mesmas ruas no sentido contrário, já que eram mão dupla. Perguntei pra um gaiato como fazia pra voltar para a via principal, no sentido Linha Vermelha, e recebi uma daquelas maravilhosas explicações típicas de cidade do interior:

- O Sr. contorna a praça, entra na 1ª a esquerda, depois segue reto, pega a 2ª direita depois do mercadinho, aí após o 3º quebra-molas, entra a esquerda, segue até a banca de jornal........................ segue até o final da rua, vira a direita e pronto, aí e só seguir a vida toda.

E eu olhando pro sujeito pensando, fudeu... Porra, quero voltar pro RJ, tem que ter placas pelo caminho, não é possível.

Comecei seguindo as instruções e logo avistei a primeira placa sentido Av. Brasil. Beleza, estou no caminho certo. Daqui a pouco outra placa mandando virar a direita e eu prontamente obedeci.

Eis que me deparo com uma rua beeem comprida. Logo me lembrei das orientações do gaiato, dizendo para seguir até o final da rua, virar a direita e pronto. Que moleza, pensei, e fui embora.

Ocorre que, conforme avançava na rua, começava a ter a sensação que tinha algo estranho. Sei lá, havia algo de esquisito. Não parecia uma rua que iria lhe levar até a via principal, sem contar que comecei a ter a sensação de que a rua era sem saída. Diminui, mas segui avançando devagar, passando pelos quebra-molas e observando para tentar descobrir onde raios estava.

Quando tive a certeza de que aquela não era a rua certa, joguei a moto para o canto visando fazer meia volta, mas aí já era tarde demais. Eis que me aparece um sujeito sem camisa com uma arma apontada para a minha cabeça, momento em que eu tive certeza que na verdade a rua não era sem saída, mas sim sem entrada.

Como já tinha ciência da existência desse tipo de "recepcionista" em certas localidades, não me apavorei. Dei um sorriso meio sem graça de canto de boca e disparei de forma surpreendentemente natural:

- Ih, já vi que estou no lugar errado. Ae parceiro, como faço para chegar na Linha Vermelha?

Sinceramente não sei o que se passou na cabeça do indivíduo, mas ele deixou de apontar a arma para mim, chegou bem do meu lado e disse:

- Relaxa aê... (eu até estava relaxado, mas achei extremamente desnecessário dizer isso, rs...) Faz o seguinte, volta aqui, tá vendo aquele sinal lá? Então, entra a direita ali, depois entra na segunda direita e vai embora.

E ele, apreciando a moto, emendou:

- Ae, essa moto anda muito?
- Depende, eu disse. Se for pra acelerar, andar rápido ela não é boa não. Foi feita mais para andar longas distâncias.
- Pô, quando sair dá uns pegas, uns aceleradão...
- Mas e os quebra-molas? perguntei.
- Que mané quebra-molas...

Depois dessa julguei mais apropriado não questionar nada e realizar a vontade do indivíduo. Nos despedimos com um aperto de mão e lá fui eu saindo da rua disparado e tentando controlar a moto como peão num rodeio.

Assim que virei a direita no sinal, como ele havia dito, pensei que agora sim estaria fudido, porque com certeza o sujeito estaria me mandando direto pra chefia, e aquela altura já teria até avisado que eu estaria chegando. Resolvi não arriscar e parei numa oficina para perguntar novamente. Ao que tudo indica ele tinha me passado o caminho correto.

Quer dizer, correto entre aspas, porque eu tenho certeza absoluta que eu contornei a Ilha do Governador inteira antes de conseguir sair de lá. Tudo bem que eu até passei por uns lugares e paisagens interessantes, mas convenhamos que naquela altura eu queria mesmo era sair de lá o mais rápido possível.

Mais tarde, compartilhando a experiência com amigos, perguntaram-me como eu havia me sentido com a situação. Após refletir um pouco, respondi:

- Vivo, brother... Me senti vivo...

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Experiência é tudo



http://www.bobbiker.com/ Para uso em publicações impressas, entre em contato pelo e-mail  igorotoni@bobbiker.com
For use in printed publications, contact by e-mail

Bota mais foto de moto aí, Lobo...









Sentimental Journey




Honey





Faltam 3



PERFORMANCE - Injetores - Parte 1/3



Aí em cima está a foto de um injetor de uma Harley Davidson funcionando ou de você nas noites de sábado se preparando pra sair.

Na verdade coloquei essa foto porque achei que tinha tudo a ver, pensando bem, coloquei a foto porque ia ficar engraçado, mas nem ficou.

Mas sim, os injetores da HD são como o spray de laquê que você usa!

Agora vamos falar sério, essa foto é mais adequada para explicar o que vou explicar.

Aí está a foto de um injetor de uma Harley Davidson funcionando e de como morrerão as bactérias que se encontram na parte inferior da primeira articulação de um antebraço, o “suvaco”.

Sim, os injetores da HD são como desodorantes (ou laquê) em spray, funcionam do mesmo jeito!!!

O sistema de injeção, que consiste em uma bomba de gasolina, uma mangueira que leva a gasolina, os injetores em si e um módulo eletrônico, funciona como uma lata de spray.

Dentro da lata há uma certa pressão fixa, por isso quando apertamos a válvula sai alguma coisa lá de dentro. A bomba de gasolina da HD faz isso, mantém uma pressão fixa dentro das mangueiras até os injetores (pressão de aproximadamente 50psi).

O spray que sairá da lata é feito com um furinho do tamanho suficiente para que saia uma certa quantidade de desodorante, em um certo ângulo, que servirá para atingir toda a área da axila, e pequeno o suficiente para que isso seja bem pulverizado, mesma coisa pros injetores, com a diferença que os injetores da HD tem mais de um furinho.

A lata também tem uma válvula, assim como o injetor, que abre e fecha de acordo a necessidade do momento.

O seu dedo apertará a válvula do desodorante através de uma ordem do seu cérebro.

Seus olhos vêem que há umas caracas (aquelas coisas pretas que aparecem nas dobrinhas quando o negócio está feio), seu nariz dá uma cafungada no suvaco e sente aquela força sobrenatural que faz seu rosto se deformar e sua cabeça ir em direção ao lado oposto, você vê que a sua camisa está toda molhada e imprestável debaixo das axilas, enfim, com toda essa informação você toma a decisão de que precisa um pouco mais que o normal de desodorante e aperta a válvula mais tempo do que o que você usa normalmente.

Enfim, a injeção é isso, o cérebro é o módulo, de acordo a todas as informações recebidas pelos seus sensores (nariz, olhos, etc...) decide abrir mais ou menos a válvula do injetor de acordo a necessidade do momento.

CONTINUA...

"I can't tell you how peaceful it is..."



http://shinyakimura.blogspot.com/

domingo, 27 de junho de 2010

Caso F.T.D. - Efeitos colaterais



A Rizzo está queimando as Benelli, MV e demais marcas com até R$ 30.000,00 DE DESCONTO !!!!!

Nessas horas é que vemos o quanto somos feitos de otário...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ninhada para adoção - AJUDEM




Eu não costumo ficar repassando essas "correntes" de internet, mas...
Este é um caso extremamente necessário e o fato me deixou muito sensibilizado.



Trata-se de uma linda ninhada para adoção, em busca de um lar repleto de muito amor e carinho.



Como vocês podem observar são todas muito brincalhonas, estão sempre se divertindo e fazendo os mais variados joguinhos.
São inseparáveis e adoram ficar juntinho umas das outras...



AJUDEM....

PERFORMANCE - Torque foda!



Ae, passei a semana toda pensando em como explicar TORQUE de uma forma fácil e compreensível...

...mas tá foda!

Nem a NASA, aí ao lado conseguiu fazer isso direito pelo visto.

Mas relaxem, já já sai alguma coisa da caxola!

Abs, from the border line.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Quanto Vale uma Máquina do Tempo?


Quando você olha essa foto voce imediatamente pensa ...


...Linda Knuckle!




Se eu te disser que a pintura é original, de 1939, o que você acha?

Não é só a moto que é 100% original, ela vem ainda com alforges originais,

parabrisa original,

Uma caixa de peças sobressalentes. Originais, claro.
Se já está de queixo caído, dá uma lida nessa carta aí embaixo.



A notinha por favor.


Tá de sacanagem...
Mas calma aí, não acabou...








Side-car original, pintura original, com ar de 1939 no pneu?!?

Se quiser enviamos diretamente para seu endereço, na caixa original Harley Davidson. (A caixa é da própria moto, numeração confere)


Foi vendida em 30 de maio.

Quanto vale uma máquina do tempo?
Copiei completamente o post daqui:

http://caybroendumsparetime.blogspot.com/

Sem medo de ofender, copying is the purest form of flattering.

White Knuckle Tight




Roberto Totti

Bob Biker - Bad Trip



http://www.bobbiker.com/  Para uso em publicações impressas, entre em contato pelo e-mail  igorotoni@bobbiker.com
For use in printed publications, contact by e-mail

Tiger





Mais um, para bundas privilegiadas...








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...