terça-feira, 30 de novembro de 2010

SESI matou a charada...




As melhores soluções são as mais simples...

New Ink



Free Hand

by Carlos & Flavia

Spike Tattoo
Estrada do gabinal, 313 loja 202a.
Rio Shopping - Freguesia - Rio de Janeiro.
tel.: 2189-9707 / 9972-9574]
Era a mão, mané!!!


Knuckles & Roses



Helmet Law Sucks



Love will come set us free.








There ain’t no reason things are this way.

Its how they always been and they intend to stay.

I can't explain why we live this way, we do it everyday.


Preachers on the podium speakin’ of saints in seance,

Prophets on the sidewalk beggin’ for change,

Old ladies laughing from the fire escape, cursing my name.



I got a basket full of lemons and they all taste the same,

A window and a pigeon with a broken wing,

You can spend your whole life workin’ for something

Just to have it taken away.



People walk around pushing back their debts,

Wearing pay checks like necklaces and bracelets,

Talking ‘bout nothing,

not thinking ‘bout death,

Every little heartbeat, every little breath.



People walk a tight rope on a razors edge

Carrying their hurt and hatred and weapons.

It could be a bomb or a bullet or a pen

Or a thought or a word or a sentence.



There Ain't no reason things are this way.

It's how they always been and they intend to stay

I don’t know why I say the things I say, but I say them anyway.



But love will come set me free

Love will come set me free,

I do believe

Love will come set me free,

I know it will

Love will come set me free, yes.



Prison walls still standing tall,

Some things never change at all.

Keep on buildin’ prisons, gonna fill them all,

Keep on buildin’ bombs, gonna drop them all.



Working your fingers bear to the bone,

Breaking your back, make you sell your soul.

Like a lung that’s filled with coal, suffocatin’ slow.



The wind blows wild and I may move,

The politicians lie and I am not fooled.

You don't need no reason or a three piece suit to argue the truth.



The air on my skin and the world under my toes,

Slavery stitched into the fabric of my clothes,

Chaos and commotion wherever I go, love I try to follow.



Love will come set me free

Love will come set me free,

I do believe

Love will come set me free,

I know it will

Love will come set me free, yes.



There ain't no reason things are this way

It’s how they always been and they intend to stay

I can't explain why we live this way, we do it everyday.


Perfect Wedding Ring



Marilyn Manson



Cameras in the skies, lasers in our living rooms



Ao cego de ódio, sedento de sangue cidadão carioca.


"1984"
George Orwell.

There's Nothing Left To Be Done







segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Drifting na Serra do Rio do Rastro - Rhys Millen




Let The Eagle Fly



PERFORMANCE - Drag Race Virtual


* Clique na imagem para aumentar!


Achei a idéia muito boa! Um amigo pediu essa tabela ao Zanini da Steel Dreams e me passou para postar aqui no LOM.

O negócio é que lá na Steel Dreams em São Paulo (que, aliás, ainda não fui visitar) tem um Dinamômetro e o pessoal lá fez essa tabelinha, uma espécie de Corrida Virtual, onde quem ganha é quem tem mais potência na roda traseira (depois vou falar mais sobre isso).

Ia postar somente a tabela mas aí decidi que é uma boa idéia que todas as lojas que tenham dinamômetros me enviem seus valores de potência e possamos fazer uma "Drag Race Brasil Virtual", enquanto esperamos a terceira etapa da Drag Race Real vamos vendo estes números, que diga-se de passagem, são bem interessantes!

É bem legal ver que não necessariamente o maior motor é o mais forte! Notem que uma Road King 113ci é a mais potente que outras com motores maiores, e ao mesmo tempo em termos de torque outras motos ganham dela! Sem falar da V-Rod, que apesar do pouco torque está aí brigando posições!

Há motos 103ci mais fortes que outras 110ci.

Tem uma Springer CVO 110ci que parece estar com a potência original.

Bem legal pra ver o que se pode tirar de um motorzinho de HD, os torques nem vou comentar porque são simplesmente monstruosos, mas as potências estão impressionando, Harleys com 125HP é muito louco.

Enfim, não tenho as informações de que comandos ou cabeçotes utilizaram mas quero lembrar que isso tudo é aqui no Brasil, e são os mesmos valores que estão conseguindo la nos USA.

Chegamos lá!

Agora, vale lembrar a todos que uma coisa é a potência em HP da moto num dinamômetro e outra bem diferente é como ela vai se comportar em uma prova de arrancada, numa Drag Race de verdade, ali as coisas são beeeeem diferentes, mas já podemos imaginar que motos entre 105 e 130HP estarão brigando na frente, mas não podemos afirmar qual vai levar! Há muitos outros fatores em jogo ali! Embreagem, peso da moto, pneus, PILOTO!!!, temperatura do motor, asfalto, etc...

Enfim, fica aqui o convite para quem tem dados de potência de sua própria moto, ou principalmente lojas que tenham dinamômetros me enviem esses dados para que possamos fazer uma corrida virtual mais abrangente!

Podem enviar para meu email: fronterahd@gmail.com

Até!

domingo, 28 de novembro de 2010

Passei a tarde esmerilhando o TL.




Com os acontecimentos do Rio acabei não indo ver os meninos. Pra encarar uma ida a Niterói de carro velho tem que programar o horário de menor movimento. E nos ultimos dias esses horários não eram recomendáveis.

Assim, aproveitei pra curtir a Toda Linda.

Carrinho gostoso demais.

Sai(ria) de traseira, se eu não tivesse emborrachado com Eagle Ventura 195/15. Quer sair mas agarra, e o limite do 1.6 a ar careta mas redondinho, não é o suficiente. Aí, é aquela curva deliciosa, galopando...

Tá com uma cara meio ratazana já, tadinha. De quem anda sendo mal tratada.

Mas o volantinho e os 20cm a mais na alavanca de cambio dão uma beleza interior que pressupõe do que ela gosta.

Aí levo ela prum lugarzinho que tenho tido acesso ali perto da oficina e boto ela pra brincar, fica toda feliz...

Ela e o TC me ensinaram muito, regulo os solex de ouvido.

Na ulima vez que regulei (já tem uns 3 meses), abri a traseira dela, deitei por cima, abracei, e fui, só na cosquinha. Ela respondendo redondinho aos meus carinhos...

Pra dar sintonia fina nos 2 carburadores do motor do TL (e do TC) , tem que ser os 2 ao mesmo tempo, você tem quase que deitar por cima do motor, meio abraçando ele. Aí a orquestra tocando na sua cara e você igual a um Maestro, comandando com as pontas dos dedos, fazendo cosquinha nos Solex...

Hoje brincamos um bocado. Arranquei o couro e ela não refugou. 38 anos é uma idade maravilhosa...

Ainda demos um rolezinho de fim de tarde.

Mas aí o transito de fim de domingo atrapalhou um pouco.

Toda Linda é pra curtir a dois, eu e ela.

Galopando...

Alguém tem o contato?




Depois dos ultimos dias no Rio, queria um moleque com uma mensagem dessa, pra tocar no Garage Sale.

Alguém tem o contato?

Enfeitemos...



Or should I say "Redhead Fetish" ?

Thank God for old rock...




Não compre peças de origem duvidosa




Faço fé...



Não sei exatamente em que acreditar, vendo todo esse sensacionalismo desenfreado que está sendo feito pelos meio de comunicação, principalmente após a fuga em massa televisionada ao vivo. A que querem nos passar, sem sombra de dúvida, é a de que banimos por completo toda a criminalidade, em especial, o tráfico de drogas. Cá entre nós, não sei não, mas acho que está tudo sendo "fácil" demais...

Não vejo muito sentido nos caras fazerem um fuzuê pela cidade, queimarem uma porrada de carros e motos, chamando a atenção do Poder Público, para no final das contas amargarem o que está sendo noticiada como a maior derrocada do poder paralelo já vista, com a conquista de um território até então por eles dominado de forma, digamos, tranquila.

Ou seja, se estivessem ficado quietos, permaneceriam no controle. Mas aí resolvem dar um tiro no pé? Confesso que isso me intriga...

Além disso, outra coisa que me intriga é que, se tudo é, de fato, como está sendo veiculado, porque só agora o Poder Público resolveu mostrar quem manda? Estranho... Ou seria conveniente?

Mas no apagar das luzes, faço fé. 

Sou carioca de coração. 

E faço fé...

Portraits of unknown legends...



At least I hope so...

Support your local Kulture




La Rampa



Bike On

Bike Off
Kit Rampa

O Interior da Vuvuzela


Kool pan...








sábado, 27 de novembro de 2010

To colocando de novo. Presta atenção.

AUMENTA O SOM.




Johnny Fuckin' Winter.

Hendrix, Clapton, SRV,

and Johnny Fuckin' Winter.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

PERFORMANCE - ...e customização para os dias atuais...

Eu sei que minha especialidade é em Performance, mas vou meter o bedelho na área de customização.

Seguem algumas idéias para os customizadores da cidade maravilhosa!


Softail Cruzeiro


RedLine King - Touring


Softail Bope (FXB)


Electra German Hill



Acessório indispensável para guidão!


E claro, uma performancezinha básica no motor não pode faltar pra vazar bem rápido quando a munição acabar!!

Fora a brincadeira, sorte a todos os cariocas e espero que terminem de pegar esse bando de VAGABUNDOS!!!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

E aí, já decidiu o que sua Menina vai ganhar de Natal?


Lord, o Rei do Photoshop...

Rio de Janeiro, redefinindo o conceito de Hot Rods...



WAR IN RIO



Tendo em vista os recentes acontecimentos na cidade maravilhosa, acho válido que façamos um parênteses para, de forma extremamente irreverente (afinal tem que rir pra não chorar), deixar registrado aqui toda nossa indignação.

E para tanto iremos nos valer do jogo de tabuleiro que irá literalmente BOMBAR nesse Natal.

Criado em 2007 por Fábio Lopez, designer e mestre pela ESDI, o jogo certamente lhe rendeu seus 15 minutos de fama, assim como a inimizade da cúpula de segurança do Estado do Rio. Pelo andar da carruagem, parece que o assunto vai voltar à tona e EXPLODIR novamente.

Nas palavras de seu criador:

"O objetivo do projeto é gerar uma discussão através de uma proposta cínica de diversão.

Pegando carona no fenômeno de massa "A Tropa da Elite", a idéia é perguntar ao cidadão carioca se ele acha que esse tipo de entretenimento combina com pipoca ou com uma reflexão profunda sobre a realidade de sua cidade.

Por outro lado é também um jogo bem planejado e realizado: uma paródia irresistível para os amantes do clássico e politicamente incorreto passatempo de guerra. No lugar de invadir Moscou, conquistar a África ou aniquilar os exércitos brancos, que tal invadir a Cidade de Deus, conquistar a Baixada ou eliminar o Comando Vermelho?

War in Rio é reflexão e entretenimento canalha..."




"Os objetivos do jogo foram adaptados para a realidade violenta do cotidiano carioca. No lugar de conquistar continentes do além-mar, o jogador tem a possibilidade de arquitetar a invasão dos lugares que mora e trabalha, ou de locais que costuma ver em destaque no telejornal.

Por exemplo: é possível que o jogador tenha que "conquistar na totalidade as favelas localizadas na BAIXADA FLUMINENSE e as favelas da ZONA SUL", "conquistar 24 favelas à sua escolha" ou "eliminar as MILÍCIAS da cidade do Rio de Janeiro".




O principal desafio por trás da criação do tabuleiro foi manter na versão alternativa a mesma dinâmica do jogo original. Para isso, a distribuição dos territórios e as fronteiras estabelecidas entre as favelas do Rio de Janeiro precisavam encontrar paralelos com as divisões existentes no tabuleiro mapa-múndi.

Para manter a equivalência com os continentes, foram criados setores respeitando as áreas geopolíticas da cidade do Rio de Janeiro. O contorno dessas áreas é arbitrário, mas apresenta relativa fidelidade com o mapeamento da cidade. As regiões criadas foram Zona Sul, Zona Oeste, Central, Zona Norte, Av. Brasil e Baixada Fluminense.

Com o auxílio do mapeamento via satélite (google map), os setores foram divididos em regiões menores, onde uma favela era escolhida para nomear o território. Dessa forma cada favela equivale exatamente a um território do mapa-múndi, e teve seu contorno determinado pelas fronteiras que precisava apresentar na estrutura do jogo.

O tabuleiro projetado oferece informações sobre a localização aproximada das favelas do Rio de Janeiro, apresentando de forma educativa regiões pouco conhecidas por muitos moradores da cidade.

War in Rio é cultura..."






As regras do jogo se mantiveram inalteradas, e constituem os mesmos princípios morais comercializados em lojas infantis: matar, destruir, conquistar e aniquilar seus amigos.

Diferente do War original onde os jogadores escolhem apenas as cores com que pretendem jogar, no War in Rio os participantes têm a fantástica possibilidade de escolher os exércitos de acordo com os grupos armados que utilizarão. Isso permite que os jogadores se envolvam ainda mais na partida, defendendo suas equipes de acordo com seus ideais.

O BOPE é representado pelos exércitos pretos, o Comando Vermelho (CV) pelos exércitos vermelhos, a Polícia Militar (PM) é representada pelos azuis, as Milícias os exércitos brancos, o Terceiro Comando (TC) os exércitos verdes e os Amigos dos Amigos (ADA) ficaram com os amarelos."


Para inspirar os participantes, acrescentamos ao objetivo uma frase do líder revolucionário Emiliano Zapata: ‘Es mejor morir de pie que continuar viviendo de rodillas’, que em português pode ser traduzida como "põe na conta do Papa".

Fonte: War in Rio, um jogo manifesto e uma piada de mau gosto
Caso alguém queira entrar em contato com o criador Fábio Lopez, para idéias, comentários ou sugestões, basta enviar um e-mail para warinrio@yahoo.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...