sexta-feira, 12 de agosto de 2011

PERFORMANCE - Válvulas e sexo.

Hein?

O que tem a ver as válvulas da minha Harley com sexo?

Bom, Harley sempre tem a ver ou com líbido, ou autoafirmação, ou masculinidade, ou status, ou... sexo... (pick yours)

Mas nesse caso a comparação é só com o funcionamento das válvulas.

Tem uma coisa que chama FLUTUAÇÃO DE VÁLVULAS e é umas das piores coisas que podem acontecer dentro do motor. Tem coisas piores, mas essa é "uma das".

Uma válvula funciona mais ou menos como o coito.

É uma parada que entra e sai. Não tem erro. É igualzinho.

Se em uma penetração sexual habitual, fizermos os movimentos em uma velocidade lenta e "carinhosa", não teremos maiores problemas com o andar da carruagem, mas se começarmos a acelerar a coisa, começarmos a empolgar mesmo, aumentar a frequência e tal e começarmos a bimbar em alta velocidade, é bom que esteja tudo muito bem alinhado, pois se no movimento de saída da "parada" for tudo bem mas na hora de voltar, voltar errado, alguém vai sofrer feio! Ou vai ser ela, caso o "negócio" volte com pressão pro lado (buraco) errado, ou vai ser você que vai ver o seu bilau em formato da letra "S" se ele não entrar em buraco nenhum.

E com as válvulas é a mesma coisa!

Se elas estiverem funcionando em baixa ou média RPM, o coito quatro tempos correrá bem e tudo funcionará como deveria, agora, se começarmos a acelerar muito a coisa, assim como no sexo, poderão acontecer duas coisas:

Um, se as molas da válvula forem as originais, a válvula começará a "flutuar".

e

Dois, se trocarmos as molas por molas mais rígidas, mas não trocarmos os comandos de acordo a essas novas molas, as válvulas vão começar a voltar com muita força e bater na sede delas e isso, além de quebrar alguma coisa, gera um efeito na válvula que parece que a mesma está quicando quando encosta na sede. E pra preocupar ainda mais, nem precisamos de muito RPM pra isso acontecer.

Mas o pior mesmo é o numero "Um", a FLUTUAÇÃO. Com nossas válvulas originais, preparadas para trabalhar até uns 5500rpm, quando passar disso, a válvula abrirá, e quando o pistão começar a subir, a mola da mesma não vai ter força suficiente para puxar a válvula de volta rápido o suficiente, mais rápido que o pistão, e aí... e aí eu deixo vocês imaginarem o que pode acontecer com o pistão subindo a zilhão por hora e encontrando uma válvula paradinha lá no meio do caminho.

Esse é o pior cenário, mas antes disso, caso o pistão tenha espaço livre pra não encontrar a válvula, a válvula não vai ter fechado a saída (ou entrada) de gases e o motor simplesmente não vai funcionar, e isso acontecerá quando estivermos exigindo tudo do motor, ou seja, a cento e poucos por hora, com a manete toda virada e em alta RPM.

Enfim, mas por que cargas d'água estou explicando isso?

Porque eu sempre quis saber como seria a válvula flutuando ou quicando na sede, sempre me perguntei como seriam esses dois efeitos visualmente falando e achei uns videos no Youtube que são bem legais pra quem gosta de mecânica.

E pra vocês que não se interessam nos vídeos, mas vão trocar os comandos da sua moto, lembrem-se que o importante aqui é sempre casar o lift do comando com molas de válvulas adequadas para esse lift.

Enfim, os videos:

Este primeiro video é para que vocês tenham noção do que é a velocidade de funcionamento das válvulas e das molas de válvulas do seu motor, são válvulas de um motor OHC de moto a um pouco mais de 14000rpm, as HDs não chegam a isso, mas dá pra ter uma noção do que acontece dentro de nosso motor. Ahhh e só um aviso, se vocês acharem o movimento das válvulas rápido, sempre lembrem-se que o pistão está subindo e descendo no dobro dessa velocidade das válvulas do vídeo. Ainda, outro detalhe, a fumaça é esperada, mas as válvulas começando a rodar é o que NÃO deveria acontecer.



Neste próximo vídeo, a filmagem foi feita a 4000 quadros por segundo, ou seja, camera SUPER LENTA, e pra quem já viu (com a mão, não com os olhos) uma mola de válvula de Harley, e sabe o quão dura ela é, parece quase inacreditável que elas se comportem quase como gelatina quando estão em funcionamento a altas RPMs. Aliás esse é o comportamento pré flutuação.

E olha que as válvulas desse vídeo tem TRÊS molas, a cinza de fora, a vermelha interna e uma branca mais interna ainda, coisa que só vemos nos cabeçotes da Screamin Eagle, nos cabeçotes normais das Twincam só temos UMA MOLA!!!



E por último, um vídeo para os mais especializados, é um video meio chato, mas é feito com strobo e dá pra ver a falha das molas, e no final mostra as válvulas quicando na própria sede. Até que enfim achei um video que mostrava isso.



Enfim, é isso, fica explicado aqui, que sexo muito rápido e altas RPM em motor, sem o equilíbrio adequado, pode ser perigoso!

Abs,

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

9 comentários:

Anônimo disse...

Po Big Chopper bem relacionado o fuck com o que pode ocorrer na flutuação literalmente, fode tudo KKKK, estava prestando atenção no
1º video a haste da admissão parece não rotacionar, parece que somente o prato e a mola rotacionam, na de escape não pude observar porque a mola interna também rotaciona em sentido contrario da externa so dá pra ver um brilho no meio deve ser da haste, mas não ficou claro se rotacionou, parabéns pelo material! Abraço Bill

Pedrão disse...

Fico imaginando o restante das partes móveis a 14000 RPM. Vira, casquilhos, bielas, pistão, anéis... a essa rotação a coisa pega.

Uma vitória do engenho humano. Show!!!

Abs,

Pedrão

Anônimo disse...

Po Big Chooper, desculpe a precipitação, no ultimo video vi a valvula rotacionando e quicando na sede como voce comentou e me pareceu que apresenta folga lateral
quando retorna para fechar, é a essa quicada que vc também menciona? Abraço Bill

BIG CHOPPER DE LA FRONTERA disse...

Não, a folga lateral é outro efeito, a folga lateral é folga, o quique acontece quando colocamos uma mola sem estar casada com o comando de lift adequado para isso, então essas molas "puxarão" as válvulas de volta em desacordo ao lift do comando, fazendo a mesma BATER livre na sede, e isso pode acontecer mesmo com o motor zero km, sem folga lateral nenhuma.

Big Chopper disse...

E aproveitando o ensejo, esse quique pode acontecer em algumas situações, e uma delas é quando a válvula flutua, se ela está flutuando é porque não está mais com o apoio do comando e portanto voltará pra sede em velocidade não adequada e quicará na sede.

Anônimo disse...

Grande Mestre "BC de la Frontera", agradeço e entendi com clareza, só por curiosidade existe um tipo de tabela ou algo parecido para casar as molas com o tipo de comando ou somente medindo a "taragem" da mola para se encontrar a mais adequada? Sabe informar se os fornecedores de comandos fornecem algum material explicativo sobre o assunto? Obrigado mais uma vez Abraço Bill

BIG CHOPPER DE LA FRONTERA disse...

Bill, geralmente as molas para cabeçotes de Harley vem com a especificação que qual o lift ideal para a mesma.

Camata disse...

Muito explicativo e esclarecedor.

Anônimo disse...

Ok Big Chooper, agradeço as informações, so fiquei com pequena duvida, em seu texto sobre performance-comando de valvulas, citou que não recomenda a troca de comando para as 883, que é o meu caso, sua recomendação sobre a troca das molas e do comando para que somente não ocorra o atropelamento em alta, não necesariamente preciso de ganho de potencia no momento, mais pra frente vou instalar um kit 1200, minha preocupação é somente enquanto utilizo o original 883 2005 carburada, abrço Bill

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...