sábado, 27 de agosto de 2011

Promessas Vazias



Há uns anos atrás, eu tive uma Harley com rodas raiadas, e ficava estacionada na garagem do prédio no qual eu morava, e não sei por que, em dias de chuva, os vizinhos achavam que o banheiro de seus lindos cachorrinhos era na tal garagem, que afinal era coberta e não chovia dentro, então saiam pra passear com seus animaizinhos por lá, e como era um lugar fechado soltavam os mesmos de suas coleiras para que pudessem passear livremente, e a liberdade deles custava a minha paciência...

Acontece que todo santo dia que chovia, eu encontrava a porra da roda cromada da minha motoca toda mijada pelos malditos cãezinhos.

E o tempo foi passando e aquele belo xixi amarelo foi comendo o cromo, e com a ajuda da maresia (eu morava perto do mar) esse tempo encurtou, em alguns meses eu já tinha manchas e pontos irreparáveis na minha roda dianteira.

Irreparáveis é só uma expressão, sou da política que qualquer arranhão, amassado, estrago ou quebrado em uma Harley não é um acidente, é uma oportunidade forçada de customização.

A roda era de vinte e uma polegadas, pneu fino, raiada. A moto era preta, banco solo, na traseira eu já havia trocado a roda raiada por uma fechada e tinha pintado uns detalhes pretos na mesma, e enquanto os cachorros iam mijando na roda dianteira, eu ia pensando em como modificá-la para acompanhar a de trás, e então, quando o estrago foi suficiente, eu já tinha me decidido: Nada muito complicado, sutil mas bonito ao mesmo tempo, ia pintar o aro e o cubo de preto e deixar os raios cromados, mas no aro eu ia deixar a beirada cromada, a beirada tinha aguentado o abuso canino e pretendia aproveitar isso, ficaria com um aspecto legal, ficaria com um detalhe cromado, e são esses pequenos detalhes que fazem a diferença numa customização...

E lá fui eu, comigo é assim, é DIY, Do It Yourself, ou “faça bem ou mal feito mas diga que foi você que fez” em Tupiniquim.

Levantei a moto, coloquei uns calços pois sabia que se era eu que ia fazer, não seria um serviço "pra amanhã", tirei a roda, cobri a moto e levei a redonda pra sala do meu apartamento.

E lá estava ela, em cima de uns jornais no chão, eu olhando pra ela, e ela ali, deitada, tranquila, sem saber o que estava por vir. Tirei a válvula, o pneu esvaziou e tudo começou fácil, quem sabe eu conseguia terminar isso ainda essa noite!

Pneu vazio, comecei a tentar tirar o mesmo com uma chave de fenda média pra fazer alavanca com cuidado, tentativa inútil, tirei uma banda mas o outro lado nao saía nem a pau!!! E a porra da câmara de ar agarrada lá dentro, aí começou a merda, eu já tinha ido em borracheiro na minha vida, e notei que eles usam água com detergente pra “escorregar” as coisas, enfim, meia hora depois o jornal estava todo empapado, a sala estava uma zona, quem escorregava era a chave de fenda e a porra do pneu continuava no lugar.

É hora do pé de cabra pensei, dane-se se marcar a roda, depois eu vou pintar mesmo... Mais meia hora e além do chão todo molhado com água e sabão eu também estava todo molhado, de suor, por tanta força que fiz, mas finalmente o maldito pneu tinha saído...

E então havia chegado a hora dos raios.

Os raios.

Raios que me partam... Comecei com o primeiro, e claro que estava oxidado, não havia chave que fizesse aquilo girar, fiquei muito tempo ali fazendo isso, e mais suor! O resultado: Tinha arredondado a porca do primeiro raio que tentei tirar, e agora vocês vão dizer:

- Mas porquê você não usou WD-40 Big Chopper?

E eu respondo, a essa altura eu já tinha usado uma lata de WD-40 inteira, um pote de óleo sintético, óleo queimado, azeite de oliva, fogo, graxa, grafite e o que consegui foi transformar o chão da sala numa mistura líquida estranha e oleosa misturada com jornal, ou seja, uma lambança só, mas a tal porca e o raio continuavam no lugar. E era só o primeiro, mesmo se conseguisse extraí-lo, ainda faltariam trinta e nove!

E aqui um espaço para a reflexão: Todas as motos de outras marcas usam 36 raios na roda, só a Harley usa 40, e o real motivo pra isso é que a HD quer desanimar o customizador a fazer modificações na roda, eu, hoje, tenho certeza absoluta disso, não há nenhum outro motivo plausível que explique o porque de 40 raios em lugar de 36.

Enfim, na minha caixa de ferramentas tenho um alicate, que em pé deve ter meio metro de altura, não é brinquedo não, é coisa séria, uso o mesmo para cortar as varetas do comando de válvulas quando não quero tirar o cabeçote fora na hora de trocar os comandos. As varetas são de aço, e são grossas e duras pra dedéu, e esse alicate as corta como manteiga, os raios não iam ser páreo para o alicate “sexta-feira”.

Dito e feito, três da manhã e lá estavam, todos os raios cortados pela metade, o cubo pra um lado, e a roda pro outro.

Resultado: Não tinha mais roda dianteira, não tinha mais moto para andar e agora tinha que sair correndo para achar e comprar novos raios.

Aproveitei as últimas horas da madrugada para lixar a parte cromada onde iria tinta, lixar o cubo, passar uma fita protegendo a beirada da roda e... Colorjet nela. Ficou uma merda mas tinha ficado linda ao mesmo tempo, dei umas três demãos pra garantir. Tirei a fita e fiquei olhando o aro com a beirada cromada e todo o trabalho da madrugada tinha valido a pena. Fui dormir mais tranquilo, mas o que era pra ser numa noite estava pra virar uma saga.

Acordei no outro dia, mal dormido diga-se de passagem, e saí pra comprar os raios, ia aproveitar e comprar de inox, mais duráveis que o cromo, mas quem disse que no Brasil você vai achar raios para Harley Davidson em qualquer padaria??? E se achar, o conjunto vem com 36 unidades, afinal é o normal. Pra conseguir 40 raios você tem que comprar 72 raios, ou seja, dois conjuntos de 36, isso caso você consiga encontrar um raio “compatível” com HD.

Decidi encomendar de fora, e lá se foi um mês sem moto.

Demora mas chega, e chegaram, chegaram os raios e também uma nota de 80% de imposto de importação, ou seja paguei praticamente o preço dos raios só de imposto pro governo. Mas lá estavam os 40 raios de inox na minha mão, abri eles no chão, perto do aro e do cubo que já estavam prontos, e estava tudo arrumado pra começar.

Só que aqui faço uma pausa. Uma pausa grande.

Vocês já tentaram “raiar” uma roda?

Já tentaram?!?!?

Eu era marinheiro de primeira viagem, mas já vou adiantando, todo este texto não se deve àquela zona que fiz no começo com água, sabão, óleo e jornal empapado, nem à força para tirar o pneu, nem pelas porcas dos raios que estavam oxidadas, nem tampouco à dificuldade para encontrar os raios novos, nem ao mês que passei sem moto ou ao imposto abusivo que tive que pagar. Não. Este texto deve-se única e exclusivamente a essa tal de raiação. Desculpem leitores pelo que vou dizer, mas “táqueospariu” acredito ser a única palavra adequada para quem vai raiar uma roda pela primeira vez. Que também seria a última.

Inclusive, nem vou contar com detalhes como foi o processo, porque o trauma foi enorme, nunca me recuperei cem por cento disso e me traz más recordações, então, resumindo, umas dez horas depois de começar, eu me encontrava com dores nos braços de tanto segurar cubo e roda em posições das mais variadas, um ninho de raios que espetavam pra todos os lados (menos para onde deveriam), novamente eu estava molhado de suor, uma grande parte da tinta preta que havia pintado com tanto cuidado já estava toda arranhada na tentativa de encaixar os raios, e haviam muitas fotos de rodas de Harleys e muitos manuais abertos nas páginas de "como raiar rodas", tudo isso espalhados pelo chão para tentar entender o esquema, mas finalmente, nenhuma roda montada.

Juro, e juro novamente que passei uns três dias tentando desvendar como era o segredo dos raios, no final desses três dias já havia perdido a paciência, e enfiei os raios nos buraquinhos do aro do jeito que dava mesmo, amassei um raio aqui, empurrei o outro ali, marretei uma coisa lá e finalizei o negócio do jeito que dava. Deixei o pepino pro cara do balanceamento, que teria que resolver isso na hora de ajustar a roda.

Enfim, a roda ficou pronta, dei uns retoques de preto e no final das contas tinha ficado muito bacana, mas eu me prometi, por tudo que é sagrado neste mundo e em qualquer outro mundo, que eu nunca mais, mas NUNCA MAIS ia raiar uma roda, nem por dinheiro, nem por uma loira gostosa me pedindo pra fazer isso, nem por dez garrafas de Jack, nem por nada! Nunca mais!!!

Promessas vazias...

Passaram-se os anos, essa moto se foi, e vieram outras, e a memória foi se esvaindo.

Hoje tenho até mais de uma Harley, pra não ficar a pé, e uma delas é meio old school, decidi que ia ficar legal uma roda dezoito atrás (a roda original é dezesseis), aro "vinteum" na dianteira, deixaria o original mesmo, ainda curto pneu fino na frente e como a moto é meio old school achei que branco nos aros e nos cubos de ambas rodas ia ficar show!

Só que não mais de “Faça Você Mesmo”, passei no borracheiro e pedi pra tirar os pneus, levei as rodas pra pintar com pintura eletrostática, os raios eu já havia importado, diamantados só pra dar um tchan, aproveitei e troquei os rolamentos do cubo, pra deixar tudo novo.

E então chegaram os raios em casa, eu já havia buscado os aros e os cubos no pintor, e estava tudo na sala, tinha que levar pra raiar amanhã, só faltava isso.

Mas a gente é burro. Burro mesmo... E tem memória ruim, afinal, faziam muitos anos daquela história, eu já nem me lembrava daquela sensação ruim...

As rodas e os raios lá, a ansiedade de ver aquilo terminado aqui, imaginando como ficaria quando pronto e uma noite a toa vendo o Jornal Nacional me fizeram começar a brincar de montar aquela roda, digo, aquela merda!

E lá se foram mais três dias de inferno astral, mau-humor, ninho de raios, suor e trabalho forçado... Táqueospariu!!!! A gente não aprende!!!!

Mas desta vez eram duas rodas.

A segunda eu levei pra raiar fora...

Nunca mais raio uma roda!

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

PS: Um dia eu conto qual foi o fim dos lindos cãezinhos dos meus vizinho e de como eu fui expulso do prédio.

9 comentários:

only 2 wheels disse...

Mas Big, se o resultado for esse da foto, todo seu esforço valeu a pena, ta lindassa as rodas....

Leandro cascão disse...

Se vc tivesse postado isso há um mês, teria me evitado uma puta dor de cabeça!

Kastrup disse...

Acho que a estória do que você fez com os caēzinhos vai dar muito ibope..hehe

Eu, como não tenho essa habilidade toda acabo levando para algum profissional....mas admiro quem sabe fazer...

Anônimo disse...

Eletrostástica é realmente a melhor opção!
parabéns pelo capricho e essa ideia eu vou copiar, rsrsrs

Ruy disse...

Isso aconteceu comigo, pode acreditar. É aquela velha história, a ansiedade de ver a moto pronta com raios cromados e tal. rsrs

Anônimo disse...

Barbaridade. Sei o que é sofrer com as coisas, mas também gosto de meter a mão na massa, passei dois dias tentando arrumar as espias do vidro do meu opalão, é um saco, mas não tem nada melhor do que depois do sofrimento olhar para o serviço pronto tomando uma gelada e pensar "fui eu que fiz".

Dipt-Maraudeiro

Anônimo disse...

CARA, ADORO POR A MAO NA MASSA, TENHO COSTUME DE QUEBRAR MUITA COISA QUE PEGO, POR ISSO MEU CUnhado ME AJUDA. EU TO CRIANDO UMA HISTORIA DESSAS TAMBEM, ACABEI DE DESISTIR DA MINHA "AUTO SUFICIENCIA" COMO MECANICO E AMANHA VOU VER OQ FAÇO, ACABEI DE PERCEBER QUE TO SEM FREIO DIANTEIRO DEPOIS DE ALONGAR UMA MANGUEIRA PRA POR MEU TAO SONHADO SECA SOVACO.NAO SEI OQ ACONTECEU! TENTAMOS DE TUDO JA, AH! E SEM CONTAR QUE O JACK TAVA COM CATUABA DENTRO, ISSO É SACANAGEM...

Hadys disse...

Pode parecer um absurdo, mas raiar rodas para mim é terapia. kkkk

http://hdbobber.blogspot.com/2008/09/blog-post.html

http://hdbobber.blogspot.com/2009/12/rodas-cromadas.html

ROTA 282 MOTO CLUBE disse...

Eu sou o cuNHADO do Anônimo. O Jack tava batizado com conhaque, não catuaba. Levei 15 dias pra convencer ele a dar uma bicada no Jack Conhaqueniels. Acabei de consertar a entrada da bomba de gasolina da moto dele, que, depois de muito cuidado pra desmontar, o Anônimo quebrou com um puxão. É tentando ajudar. Big, com raios não me meto. Hadys, pra quem dá vida as maravilhas cinquentonas, não me admiro que vc goste de raiar rodas. Abraço a todos!!!

NandoFavero_V8CC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...