domingo, 31 de julho de 2011

Sometimes Perception is more important than Reality

Gonna rise up...




"Rise"
by Eddie Vedder

Such is the way of the world
You can never know
Just where to put all your faith
And how will it grow

Gonna rise up
Burning black holes in dark memories
Gonna rise up
Turning mistakes into gold

Such is the passage of time
Too fast to fold
Suddenly swallowed by signs
Low and behold

Gonna rise up
Find my direction magnetically
Gonna rise up
Throw down my ace in the hole

Não se fazem mais carros como antigamente...




Vale a pena ampliar para ver melhor...

Enfeitemos...




Enough said...




sábado, 30 de julho de 2011

terça-feira, 26 de julho de 2011

Laico ?



ARQUIVO DO LEITOR - Estradas Brasileiras

De Anderlei Cortez na Estrada dos Romeiros, em Itu-SP.

Só pra provar que em São Paulo também tem estradas desertas!

Essa aí ta com cara que dá pra parar calmamente, caminhar pra longe da moto, apreciar o visual, tirar umas fotos na maior tranquilidade e ainda dar uns tiros na placa... Nem parece São Paulo!



Brincadeiras aparte, bela customização na Esporteira hein Anderlei! Bom gosto!

Abs,

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Eventos para este final de semana...




HD Comics











Mistura computador velho...

...e conexão lenta...





Não sobram muitas opções...

Be Free

Targino


XT 660

Billy "Speedy" Warner



1300cc.
502 km/h.

Helmet Law Sucks



Adesivo reflexivo de cu é rola.

Tattoos make me horny...



sábado, 23 de julho de 2011

On bended knee is no way to be free...




"Guaranteed"
by Eddie Vedder

On bended knee is no way to be free
lifting up an empty cup I ask silently
that all my destinations will accept the one that's me
so I can breath

Circles they grow and they swallow people whole
half their lives they say goodnight to wive's they'll never know
got a mind full of questions and a teacher in my soul
so it goes...

Don't come closer or I'll have to go
Holding me like gravity are places that pull
If ever there was someone to keep me at home
It would be you...

Everyone I come across in cages they bought
they think of me and my wandering
but I'm never what they thought
got my indignation but I'm pure in all my thoughts
I'm alive...

Wind in my hair, I feel part of everywhere
underneath my being is a road that disappeared
late at night I hear the trees
they're singing with the dead
overhead...

Leave it to me as I find a way to be
consider me a satelite forever orbiting
I knew all the rules but the rules did not know me
guaranteed...

Helmet Law Sucks!





sexta-feira, 22 de julho de 2011

Caminho errado?



Algumas vezes deixo as coisas acontecerem pra ver onde vai dar.

O que vou contar foi na estrada, indo em direção ao norte, na verdade a uma cidade do nordeste encontrar alguns irmãos e amigos.

Viagem de uma semana, um mês, ou um ano, não faz a menor diferença.

Estrada principal, cento e vinte na motoca, vento na cara e aquela sensação que ninguém consegue descrever direito, mas que qualquer um que esteja lendo isto conhece bem.

A última vez que olhei o mapa para tentar decorar o caminho já fazia uns três dias atrás, e três garrafas de Jack também, uma por noite, claro que não sozinho né pô, sempre dividindo com um irmão ou dois.

Enfim, sem pressa e sem muita idéia de como chegar no destino, faltando muitos quilômetros, talvez mais de um dia de viagem, decidi que o vento no rosto estava forte demais, que cento e vinte era muito, que não estavamos aproveitando a viagem como deveríamos e então peguei a estrada “não principal” para poder variar um pouco e sair da mesmice, iríamos pela estradinha que vai pela costa, bem mais bonita, bem mais devagar e bem mais interessante.

E lá se foram uns 50 km no acesso que eu achei que ia levar-nos pra costa, mas nada da tal costa aparecer. Posição do Sol... Leste tá pra lá, oeste pro outro lado, norte e sul e, seguindo o instinto e a lógica, o mar deve estar pra direita.

Meus irmãos decidem voltar, não estão a fim de andar errantes, e voltam ao encontro da rodovia principal.

Pra mim é desafio, é mais legal e divertido, e lá vou eu, continuo mais uns 50 km, quando então aparece uma serra:

- Putz, que porra de serra é essa??? Não devia ter nenhuma serra por aqui que eu me lembre...

Enfim, voltar agora não dava mais, fora que uma serrinha caia bem no meu gosto.

Subo a serra e vão uns 20 km curtindo as curvas, o clima fica frio, muito bom, mas sem casaco é foda. Termino a serrinha e paro no primeiro boteco de estrada, vou lá esticar um pouco, tomar alguma, curtir o friozinho e tentar esquentá-lo ao mesmo tempo. Aparece um sujeito que tem toda a pinta de ser o dono daquela Custom chinesa 125cc que estava parada lá fora. Tiro minha cara de malvadão e começo a trocar uma idéia com o sujeito. Na estrada toda ajuda é bem-vinda (ou não).

- Cara, sabe me dizer, se eu continuar por aqui, consigo chegar na estrada do mar?

- Olha, na verdade você tinha que ter virado bem antes, mas se continuar nessa direção também dá, vai rodar mais uns 20 km e aí você vai ver uma fábrica de frangos, logo depois dela entra a direita, aí é só ir reto...

Agradeci, engoli o resto que tinha no copo de requeijão e parti...

Uns 20 km depois deu pra saber que eu estava chegando perto da indicação dele, inclusive antes mesmo de enxergar a tal fábrica de frangos. É que esses “matadouros” de galinhas cheiram mal a beça, e dá pra sentir o cheiro a quilômetros de distância. Passei a fábrica, entrei à direita e acelerei. Rodei mais uns 3 km e de repente a estrada (que já vinha meio esburacada) vira uma estrada de terra. Parei o primeiro Caboclo que estava passando a pé e perguntei se o mar era pra lá mesmo, respondeu que sim, e aí pensei:

- Belo filho da puta aquele cara do boteco, nem pra avisar que a estrada é de terra... Por isso que merece andar de moto chinesa! Safado!

Enfim, lá fui eu, mais uns 10 km de terra, nem estava tão ruim, terra batida, judiou um pouco da motoca, mas valeu a pena, não teria um visual daqueles em lugar nenhum lá na estrada principal. Parei a motoca ali mesmo, no meio do nada, sentei no meio da estradinha, acendi um cigarro e fiquei curtindo aquilo. A gente aproveita esses momentos pra meditar um pouco. Também, num lugar desses não temos muita opção a não ser voltarmos ao cabal. Eu estava sozinho, percorrendo uma estrada diferente; os outros não quiseram vir; tinham objetivos diferentes; nossas estradas bifurcaram em algum momento. Achei engraçado, dá até pra metaforizar a vida da gente com esse tipo de coisas. Mas não importava, como era bom estar ali, no meio do nada, você e sua motoca, como te faz sentir vivo! Pena que eles não vieram, pena...

Voltei a rodar e pouco tempo depois começou a aparecer o asfalto, aí lembrei da porra da gasolina!!!! Estava tão zen com a estrada que nem lembrei que estava acabando, parei de novo pra perguntar a um transeunte local se tinha um posto perto, e o sujeito, pra minha sorte, respondeu que tinha um postinho há uns 10 km pra frente. Agradeci e parti novamente.

Olhei o tanque, era restinho de gasolina mesmo, mas conheço bem a minha menina, pelo que vi talvez desse pra rodar os dez quilômetros, talvez só nove, se for dez é no talo e com muita sorte...

Só que a informação foi dada por mais um Capiáu filho da puta! O posto não ficava a dez, ficava a 14 km... A moto até que me ajudou, fez esforçados 13 km, empurrei o quilômetro que faltava inteiro. Esse povo é foda... Esse não merecia andar nem de moto chinesa. Vai a pé mesmo safado!!!

Enfim, o posto nem preciso contar como era né? Mas salvou o dia. Abasteci e aproveitei pra perguntar bem sobre como chegar na praia e parti.

Primeira vista do mar é impressionante, sempre é. Descer de uma serra e de repente bater no mar é sempre muito bom.

E depois foram mais 200 km de asfalto beirando a areia... É, essa paisagem que você imaginou mesmo. Cheguei lá no comecinho da noite e, só pra colocar a cereja do bolo, apareceu uma puta lua gigante e amarela nascendo no mar. Os caras já haviam chegado há umas quatro horas e estavam dormindo. Não sei por que, mas por dentro achei engraçado, e fiquei com pena deles...

Enfim, essa foi a viagem.

Conclusão, pegar as estradas secundárias faz com que seus irmãos te deixem sozinho, mas você aprende bem mais do que ir por uma estrada principal a 120 km/h sem ver nada interessante nem diferente, só apontando pra frente. Vai chegar mais rápido sim, mas e daí? E quando chegarem todos no mesmo lugar, uns fizeram apenas uma viagem de moto. Outros fizeram história pra contar.

E no final das contas, lá no final mesmo, o importante sou eu e minha Harley, o resto vem e passa...

Boas estradas! Antes só do que mal acompanhado.

BIG CHOPPER DE LA FRONTERA
fronterahd@gmail.com

Barfly




“what matters most is how well you walk through the fire”

terça-feira, 19 de julho de 2011

Vintage ?

True or false?



How to start a panhead in 05 steps by Capitão Moita




Once upon a time there was a belt...



ARQUIVO DO LEITOR - Estradas Brasileiras

Do leitor Marco Pereira, estradinha bacana pra rodar em Minas, é o trecho entre Bom Despacho e Santo Antonio do Monte (terra dos fogos de artifício e o maior paiol de pólvora do Brasil).

Estrada muito boa pra quem gosta de curvas de alta e asfalto lisinho!

Aliás, Minas está tendo muitas estradinhas boas ultimamente!


Valeu Marco!

Abs,

Big Chopper Lord de los Motors
fronterahd@gmail.com

terça-feira, 12 de julho de 2011

ARQUIVO DO LEITOR - Estradas Brasileiras

Mais uma do Marcelo Melo, - BR230 no Maranhão entre Floriano (PI) e Pastos Bons (MA), já estive pessoalmente há muitos anos atrás por aí nessas estradas, mas na época nao estava boa desse jeito, assim começo a pensar em fazer outra viagem pra essas bandas!

Fora que a foto está estilosa!




Bela foto Marcelo!

Abs,

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

Não se fazem mais carros como antigamente...



71 Plymouth Roadrunner and 65 Pontiac GTO

Cosmic Children




segunda-feira, 11 de julho de 2011

Jack



London

Lobo, você vai gostar...

I hope you're not lonely without me...




"Society"
by Eddie Vedder

It's a mistery to me
we have a greed
with which we have agreed

You think you have to want more than you need
until you have it all you won't be free

Society, you're a crazy breed
I hope you're not lonely without me

When you want more than you have
you think you need
And when you think more than you want
your thoughts begin to bleed

I think I need to find a bigger place
'cos when you have more than you think
you need more space

Society, you're a crazy breed
I hope you're not lonely without me
Society, crazy and deep
I hope you're not lonely without me

There's those thinking more or less less is more
but if less is more how you're keeping score?
Means for every point you make your level drops
kinda like its starting from the top
you can't do that...

Society, you're a crazy breed
I hope you're not lonely without me
Society, crazy and deep
I hope you're not lonely without me

Society, have mercy on me
I hope you're not angry if I disagree
Society, crazy and deep
I hope you're not lonely without me

Nothing is cool.



Helmet Law Sucks



Capitain America





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...