sábado, 31 de dezembro de 2011

2012


Que seja o melhor ano de nossas vidas até então.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

2012 está chegando...




A todos que dedicam um pouco do seu precioso tempo para ver os devaneios que postamos diariamente, um FELIZ ANO NOVO.

Não sabe o que fazer na ressaca do dia 1º ???







EM EXIBIÇÃO NOS MELHORES TORRENTS.
Um oferecimento Gaudério Calamidade.

Em 2012, obedeça a sua mulher




Ou ache uma que faça valer a pena...

São meus votos para todos.
Até.
Bob Tequila


FUCK POSERS



THE BIKERS CREED
  1. I ride because it is fun.
  2. I ride because I enjoy the freedom I feel from being exposed to the elements, and the vulnerability to the danger that is intrinsic to riding.
  3. I do not ride because it is fashionable to do so.
  4. I ride my machine, not wear it. My machine is not a symbol of status. It exists simply for me, and me alone.
  5. My machine is not a toy. It is an extension of my being, and I will treat it accordingly, with the same respect as I have for myself.
  6. I strive to understand the inner-workings of my machine, from the most basic to the most complex. I learn everything I can about my machine, so that I am reliant upon no one but myself for its health and well-being.
  7. I strive to constantly better my skill of control over my machine. I will learn it’s limits, and use my skill to become one with my machine so that we may keep each other alive. I am the master, it is the servant. Working together in harmony, we will become an invincible team.
  8. I do not fear death. I will, however, do all possible to avoid death prematurely. Fear is the enemy, not death. Fear on the highway leads to death, therefore I will not let fear be my master. I will master it.
  9. My machines will outlive me. Therefore, they are my legacy. I will care for them for future bikers to cherish as I have cherished them, whoever they may be.
  10. I do not ride to gain attention, respect, or fear from those that do NOT ride, nor do I wish to intimidate or annoy them. For those that do not know me, all I wish from them is to ignore me. For those that desire to know me, I will share with them the truth of myself, so that they might understand me and not fear others like me.
  11. I will never be the aggressor on the highway. However, should others fuck with me, their aggression will be dealt with in as severe manner as I can cast upon them.
  12. I will show respect to other bikers more experienced or knowledgeable than I am. I will learn from them all I can. However, if my respect is not acknowledged or appreciated, it will end.
  13. I will not show disrespect to other bikers less experienced or knowledgeable than I am. I will teach them what I can. However, if they show me disrespect, they will be bitch-slapped.
  14. It will be my task to mentor new riders, that so desire, into the lifestyle of the biker, so that the breed shall continue. I shall instruct them, as I have been instructed by those before me.
  15. I shall preserve and honor traditions of bikers before me, and I will pass them on unaltered.
  16. I will not judge other bikers on their choice of machine, their appearance, or their profession. I will judge them only on their conduct as bikers.
  17. I am proud of my accomplishments as a biker, though I will not flaunt them to others. If they ask, I will share them.
  18. I will stand ready to help any other bikers that truly needs my help.
  19. I will never ask another biker to do for me what I can do for myself.
  20. I am not a part-time biker. I am a biker when, and where-ever I go. I am proud to be a biker, and hide my chosen lifestyle from no one.
  21. I ride because I love freedom, independence, and the movement of the ground beneath me. But most of all, I ride to better understand myself, my machine, the lands in which I ride, and to seek out and know other bikers like myself.

Author Unknown



Como diz aquele velho ditado, "se eu preciso explicar..."

Até.
Bob Tequila


Lord of Motors no Programa Moto Drive





Pegando carona na retrospectiva que o Lord fez alguns posts atrás, nada melhor do que relembrar dois eventos Harley Davidson que aconteceram esse ano.

Two Wheels Brazil e Rio Harley Days. Ambos deixaram sua marca em 2011, cada um a sua maneira. E nós, do Lord of Motors, estivemos presentes em ambos.

Nosso grande amigo e parceiro Amaral aparece rapidamente no primeiro vídeo, manobrando sua menina (09:20min). Ah, temos também um anônimo usando um boné da FTWCO e uma camiseta do blog (10:00min). Alguém sabe quem é? Show yourself man, send us an email.

Já este que vos escreve aparece dando uma singela entrevista no segundo vídeo (15:50min), muito bem acompanhado, diga-se de passagem.

Além disso vários outros amigos e conhecidos dão as caras, como a galera do Fórum HD. O sidecar do Hadys, devidamente transformado em lotação e instrumento de demolição não podia ficar de fora.

Gde abrax a todos. E que venha 2012.

Keep ridin, ftw...

Lobo

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

The Outcasts from England - 1985




ATENÇÃO !!! Golpe no Carrefour



Fiquem ligados....... nova forma de assalto que está rolando agora, no estacionamento do Carrefour.

Não sei quantos de vocês fazem compras no supermercado Carrefour, mas esta informação pode ser de muita utilidade. Mando esta informação para avisá-los que fui vítima de assalto no Carrefour, mas poderia ter sido em qualquer outro supermercado.

O esquema funcionou da seguinte forma. Duas garotas MUITO gostosas chegaram perto enquanto eu estava guardando minhas compras no porta-malas. Começaram a limpar o para-brisa com uma esponja e um produto limpador, dizendo que era um novo produto que poderia ser usado sem água e que elas seriam as demonstradoras.

Elas estavam sem sutiã, então ficou impossível não olhar e não me distrair.

Eu ofereci uma gorjeta, mas não aceitaram.

Me perguntaram se eu ia passar próximo ao Centro, pois elas iriam para lá. Eu falei que sim, que não tinha problema e entraram as duas no banco de trás.

No caminho começaram a tirar a roupa. Logo estavam completamente nuas e se beijando.

Em seguida uma passou para o banco da frente e começou a me chupar, enquanto a outra me roubou o dinheiro, cartão, talão de cheque que estavam na minha carteira.

Fiquem alertas, pois poderá acontecer com vocês também !!!!

Me roubaram no domingo, duas vezes na segunda, uma ontem...

E amanhã eu vou de novo!!!

Até.
Bob Tequila

obs: mais tarde eu faço outro post, agora tô indo para o Carrefour ...

FELICIDADE É...


Estar rodando na estrada e ver uma jaspion colorida parada no acostamento com algum problema mecânico e o piloto vestido com aquela roupa escrota num dia de calor infernal!

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

People say I'm no good and crazy as a loon..



Cause I get stoned in the morning,
and get drunk in the afternoon...

Hope you all had a killer X-mas...




Enfeitemos...




ARQUIVO DO LEITOR: Estradas Brasileiras

Mais uma foto pro Estradas Brasileiras, desta vez de um de nossos parceiros e também dos nossos melhores leitores, o Daniel Zart do RS.

A foto é da BR471 que cruza parte da Reserva Ecológica do Taim, são quase 300km de linha reta que vai do Rio GRande até o Chuí!!! Extremo sul do Brasil mesmo!

De um lado é a lagoa Mirim e do outro a lagoa Mangueira.



Valeu e um grande abraço Zart!

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

New Stuff







Óculos de proteção em policarbonato, com detalhes em latão e ótimo acabamento.

Nas cores preto, vermelho e branco.

Lente transparente (sem cor).

Pode ser usado por cima de óculos de sol ou de grau.

Pra não ter aporrinhação com a polícia.

R$45,00 + frete.

Na Cheap Choppers (clique na logo na barra da direita),

ou direto comigo pelo e-mail: lord@lordofmotors.com

Bota mais foto de moto aí, Lord.






Harley Davidson on Ice



In February 2008 W&W Cycles started to ride the Mackenzie River Ice Road between Tuktoyaktuk und Inuvik on 2 Harley Davidson Motorbikes. At a minus record of - 42 °C the windchill reached -60°C for the riders.

The bikes (an original 48 Panhead and a 2006 Shovelhead, completely customized with parts available at W&W Cycles (wwag.com). Both bikes arrived prepared with specified liquids and studded tires and were anyway struck by the severe cold until treated in a heated - or more to say less cold - garage.

The video was filmed with a Panasonic DVX 100 in a Porta Brace Polar Mitten. A wideangle lens was brought but could not be used due to small but centered crystallizing water inside the lens.

The 1948 Panhead is actually displayed at the MOSI (Museum of Science and Industry) in Manchester, as part of the exhibition "Culture, Customising and Harley-Davidson" (running until sept. 15th 2011)

Links:
wwag.com
www.mosi.org.uk
http://www.mosi.org.uk/whats-on/customising,-culture-harley-davidson.aspx

Music: Ouverture "La Gazza Ladra" ("The Thieving Magpie", "Die diebische Elster") by Giacchino Rossini (1792 -1868) .
Music fully licensed to W&W Cycles through proudmusiclibrary.com

Music sounds familiar? You may have watched "A Clockwork Orange" lately!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

FELICIDADE É...


Casar com uma mulher peituda, bissexual, rica e que te de uma Harley nova em cada natal!

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Um bom ano, esse tal de 2011

Quanta coisa aconteceu.


De volta pra minha terra, pra perto dos filhos e dos pais. Como é bom passar essa vida perto desses caras...

O início tateando terreno, os tiros n'água, os muitos erros, os poucos acertos. A convicção de que é por aí que vai seguir, com tudo ou contra tudo, tudo que decida de que lado fica.

Os amigos que se foram, os que ficaram, os que voltaram. Os novos amigos. Os que serão pra sempre.

As mulheres. As que se foram, as que ficaram, as que voltaram. As novas. As que serão pra sempre. Como são gostosas, todas as mulheres...

Rodei muito pouco. Mas sei que o Novo Doutor da Preta não vai deixar isso acontecer de novo...

Garage Sale 3.

Two Wheels Brazil.

Rio Harley Days.

Garage Sale 4.

KFC e seus praticantes esfolados mas afiados.

Cheap Choppers. Lord Motor Company. Lord's. Qualquer nome que tenha, um projeto trabalhoso mas divertido, uma visão diferente do que é "trabalho". Uma união de talentos. Parcerias que vão se formando e amadurecendo, idéias loucas e perfeitas que vão brotando naturalmente quando cabeças pensantes se juntam.

Um bom ano, esse tal de 2011.

Obrigado a todos que acompanharam nossos devaneios, que nos apoiaram e contribuíram.

Continuem com a gente, que estamos só começando.



Route 69




The Lobo Paramilitary Christmas Special



Old, but never out of fashion.
Thanks Diesel.

Ainda não comprou presente de Natal?

TÁ ESPERANDO O QUE...



Capacetes Cheap Choppers
R$ 290,00 + frete
lord@lordofmotors.com



Caneca Jack Daniel's
R$ 30,00 + frete
lobo@lordofmotors.com



Lord's Knife
R$ 240,00 + frete
lord@lordofmotors.com



Caneca Lord of Motors
R$ 30,00 + frete
lobo@lordofmotors.com



Amolador Gerber de Cerâmica
R$ 39,00 + frete
lord@lordofmotors.com



Caneca David Mann
R$ 30,00 + frete
lobo@lordofmotos.com



Fivela Rolling Stones
R$ 50,00 + frete
lobo@lordofmotors.com



Traditional Lord of Motors Tee
R$ 30,00 + frete
lobo@lordofmotors.com

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

It's that time of the year AGAIN!!!





ARQUIVO DO LEITOR: Estradas Brasileiras

Mais uma do Marcelo Melo, fazia tempo que ele não mandava alguma foto, e pra se superar mandou uma bem bacana!

A estrada é no Ceará e liga Baturité a Guaramiranga, isso fica a uns 120km de Fortaleza pra quem não conhece.




E essa sua camera está aprendendo a tirar fotos hein!

Big Chopper de la Frontera
fronterahd@gmail.com

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Fernandinha GPS



Sempre fui chegado em uma tecnologia. Pra mim, a única coisa que não combina com tecnologia é Harley Davidson. Essa tem que ser antiga, carburada e vazar óleo. De resto, sempre gostei de umas modernidades. A única diferença é que a idade me roubou a curiosidade instintiva da juventude. Hoje, muitas vezes preciso recorrer ao manual. Ou então ao pai dos burros modernos, o Google. Se nenhum dos dois der jeito, eu ligo pro meu sobrinho. Esse com certeza resolve qualquer parada. E ainda me olha com aquela cara de "porra, tu me chamou aqui pra isso?".

Há umas semanas atrás, cai na estrada para encontrar os irmãos. Estava indo para um lugar que nunca havia ido. Resolvi testar o GPS do meu celular. Tenho um irmão que sempre usa essa porra. Diz que é a maior maravilha do mundo. Que ele chega rápido onde quiser, mesmo sem nunca ter ido. Não precisa perguntar nada pra ninguém. Tudo o que tem que fazer é seguir as indicações da parada.

Sei não. Tenho minhas restrições. De qualquer forma, acabei sendo convencido. Argumento infalível. Ele disse: "deixa o celular no bolso da jaqueta e coloca o fone, que uma gostosa vai guiando você". Quando ele falou na gostosa, foi tiro e queda. Precisei de uma aula do meu sobrinho para mexer naquele troço. Continuo sem entender porra nenhuma. Só lembro do essencial, ou seja, a escolha da gostosa. Eu tinha duas opções, Ana Maria ou Fernanda. Fiquei com a segunda.

Maior parte do caminho eu fui sozinho. Já rodei muito por aí. Poucas são as rodovias pelas quais nunca passei. Em um determinado ponto, parei no acostamento. Coloquei os fones e iniciei o GPS. Assim que voltei pra pista, uma sensual voz feminina me disse ao pé do ouvido:

"O limite de velocidade é de 80km/h."

Sensacional, pensei. Agora tenho uma mulher me controlando mesmo quando viajo sozinho. PQP...

Cogitei arrancar aquela merda. Preferi ver no que ia dar. Até porque, não sabia chegar no meu destino mesmo. Andei mais um pouquinho e novamente Fernanda sussurou: "O limite de velocidade é de 80km/h." Agora eu ranco essa porra. Fui caindo pro acostamento quando ela disparou: "Prepare-se para manter a esquerda a 800m."

Opa, pensei. E agora?

Tava chovendo um pouco. Eu tava com pressa. Liguei o foda-se. Vou aguentar essa piranha até lá. Pelo menos não erro o caminho e chego mais rápido, pensei. Logo depois ela emendou, "prepare-se para manter a esquerda a 300m". Andei mais um pouco e vi que havia uma bifurcação. "Mantenha a esquerda", ela disse. Hummm, interessante... Resolvi deixar a brincadeira rolar.

E lá foi minha doce Fernanda guiando meu caminho através do desconhecido. Fui me acostumando com sua voz. Já não achava mais ruim quando ela lembrava o limite de velocidade. Comecei a imaginar como seria Fernanda. Aquilo foi me dando um certo tesão... Mas nosso relacionamento durou pouco. Como disse em outra ocasião, eu só ando com o cabo enroscado. E aí comecei a ter problemas com Fernandinha. Ela dizia:

"Prepare-se para manter a esquerda a 800 metr... Prepare-se para manter a esquerd... Mantenha a esq... Recalculando rota..."

"Prepare-se para entrar a direita na Rua Zé das Couves a 800... Prepare-se para entrar a direita na Rua Zé das Cou... Entre a direita na Rua Zé d... Recalculando rota..."

E quando eu achei que não dava pra ficar pior...

"Recalculando rota. Entre a direita na Rua ... Recalculando rota. Prepare-se para manter a ... Recalculando rota."

Porra, que lerdeza dos infernos, PQP. Não tenho saco pra gente lerda. Nunca tive. Primeiro posto de gasolina, parei a bicuda. Tirei o celular do bolso da jaqueta e dei uma olhada no mapa do GPS. Mais meia dúzia de curvas e eu chegaria num retão. Retão esse do qual só sairia num retorno bem lá na frente e que me deixaria na cara do meu destino final.

Trepei na moto e fui embora. Na pressa, esqueci de tirar os fones de ouvido. Fernanda continuou falando comigo. Nisso, notei algo interessante. Quando a única coisa que você precisa fazer é se manter na principal, Fernanda nada fala. Ou seja, o silêncio significa algo como "keep going."

O foda de um GPS é que você se condiciona a ele. Por mais que se saiba o caminho, acaba-se esperando as instruções. E às vezes até confiando mais nelas. Sabe aquela história de colar na prova. Você sabia a resposta mas acaba errando. Mais ou menos isso.

Eu tinha xingado Fernanda por demais. Vocês sabem como são as mulheres. Não perdem a oportunidade de dar o troco. E com Fernanda não seria diferente. Lá estava eu no famigerado retão, aguardando instruções de quando pegar o retorno. Passaram 1, 2, 3 ... 7 retornos. Fernanda em silêncio. Alguns inclusive tinham placas que me pareciam indicativas do meu destino. Mas como ela nada disse, mantive o curso.

Até que passei por uma singela placa com os dizeres: "Limite de Municípios ..."

Parei no acostamento.

Peguei o celular.

Tinha passado 67 km de onde eu deveria estar. E aquela vadia não falou porra nenhuma.

A essa altura já era noite. Chovia pra caralho. Estava cansado e não fazia idéia de onde estava. Só sabia que estava a 67 km do meu destino final. Resolvi fazer à moda antiga. Desliguei o celular e calei Fernanda. Ah como seria bom se pudéssemos fazer isso com as mulheres de carne e osso.

Segui meus instintos. Quando ficava na dúvida parava e perguntava. Em qualquer esquina ou posto de gasolina achava meu caminho.

Finalmente cheguei, no melhor estilo E=MC² (estresse = molhado e cansado ao quadrado).

Tava rolando uma festa. Parecia boa. Um PP me levou até a sede, para pegar uma roupa emprestada. Saúde já não guenta virar a noite encharcado. De volta à festa tomei muitas e outras pra esquentar. Reencontrar os irmãos e botar o papo em dia. Não tem preço. Lá pelas tantas a mulherada foi ficando frenética. Festa regada, sabe como é né... Fiquei de olho numa morena. Ela retribuiu minha investida. Papo vai, papo vem, cheguei junto. O negócio começou a ficar quente. Muito quente. Tava vendo a hora que eu ia meter nela ali mesmo, no meio do bar. Sugeri que fossemos pra outro lugar. Ela aceitou imediatamente.

Dei aquela kickada na bicuda. Pegou de primeira. Raro. "Devo estar com sorte", pensei. Coloquei o capacete naquele rostinho safado. Já na minha garupa, antes de partir perguntei seu nome.

Ela disse: "Fernanda".

Eu disse: "Desce."

Nunca brochei tão rápido na minha vida. Desliguei a moto. Enquanto pegava meu capacete de volta disse: "Foi um prazer, mas tenho que ir, fica pra próxima." E sai falando sozinho: "Se fosse Ana Maria até encarava, mas Fernanda, vaisifudê, vai-si-fudê..." Meus irmãos ficaram se olhando sem entender absolutamente nada.

Catei um PP e voltei pra sede. Exausto que estava, fui dormir. Recostei minha cabeça num projeto de travesseiro que arrumei. Fechei os olhos. Não conseguia dormir. Uma voz martelava minha cabeça:

"O limite de velocidade é de 80km/h..."

GPS nunca mais.

Até.
Bob Tequila

Ora (direis) ouvir estrelas!



Pra começar bem a semana...



One helluva sporty...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...