segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Crônica de uma morte anunciada... (parte 02)



Rogério Daflon Ronaldo Braga - O Globo

RIO - Vinte e quatro horas depois de ser informado das reclamações de motociclistas contra os tachões instalados nos trechos dos corredores BRS (Bus Rapid Service) das Avenidas Presidente Vargas, Brasil e Nossa Senhora de Copacabana, o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, disse que vai analisar os riscos do equipamento. Caso seja necessário, as estruturas — que chegam a dez centímetros de altura — serão substituídas por outras mais baixas. O presidente da Associação dos Motociclistas do Estado do Rio (AMO-RJ), Aloísio Cezar Braz, vai entrar com uma representação no Ministério Público pedindo alteração nos tachões, que, segundo ele, colocam em risco a vida dos motociclistas.

O secretário Alexandre Sansão vai pedir, na próxima semana, informações sobre os tachões já instalados nos corredores. Ele admitiu rever o tamanho das estruturas:

— Adotamos esta medida porque ela serve bem para firmar a divisão. A maioria dos veículos respeita o fluxo por causa do tachão. Mas, talvez, os motoristas e motociclistas com padrões de condução não adequados se sintam ameaçados. A ameaça, na verdade, está na forma de condução. De qualquer forma, vamos analisar os riscos verdadeiros. Se for necessário, substituiremos por algo mais baixo.

Ele ressaltou que o tachão é colocado próximo aos cruzamentos como forma de impedir que os veículos cruzem a faixa.

Para o presidente da AMO-RJ, Aloísio Cezar Braz, os tachões poderiam ser menores:
— Tudo bem que eles tenham sido instados com este objetivo. O que estamos reclamando é do tamanho do tachão. Os motoristas vão respeitar a finalidade deles. O que queremos é evitar quedas, acidente e até morte de motociclistas, que podem sofrer uma fechada e ser obrigado a cruzar a via justamente no trecho dos tachões.

Braz disse que vai entrar em contato com a prefeitura na próxima semana, para se informar se realmente o governo vai estudar a mudança.

— Quando colocaram (os tachões) em Copacabana, pedimos à CET-Rio para rever a medida. Nada fizeram. Agora, com a boa vontade do secretário, temos esperança que mude — disse Braz.
Segundo ele, os tachões colocam em risco a vida dos motociclistas, já que, caso eles encostem num deles, a queda seria automática:

— O motociclista cairá no meio da rua e poderá até ser atropelado.

A Secretaria municipal de Transportes esclareceu, anteontem, que os tachões foram instalados para que os motoristas e motociclistas não passem de uma faixa para outra abruptamente.

Fonte: O Globo

3 comentários:

karuna disse...

Para mim, se querem colocar alguma coisa, que coloquem ou bem baixo ou bem alto (muretas tipo a de estrada)...

Essas que colocaram, são como se fossem exatamente da altura para dar uma banda na moto...

E não é só nas ruas comentadas que colocaram, não.... tem em outra ruas e com outras finalidades... acho que para ciclovias... vide as que colocaram na Barão de Mesquita, perto do Colégio Militar...

E antes que me esqueça.... VTNC, secretário... hahahahahah!!!! Para mim, essas porras são uma cambada de parasitas...

Lixo Morlocks disse...

Em São Paulo esses tais "tachões" já estavam lá quando eu cheguei!!! Em todas as grandes avenidas da cidade separando o corredor de onibus do resto da rua. Nunca ouvi ninguém reclamar deles! Nem eu muito menosnunca me senti ameaçados por eles!!! Isso me faz refletir em quão diferentes são as culturas em diferentes estados do país!! Recentemente tive a oportunidade de ir até Porto Alegre e sofri no transito de lá!!! Não porque é pior, mas a dinamica é completamente diferente! O comportamento dos motoristas é diferente! Nada a ver com o assunto!! Meu pensamento que voou um pouco, nem precisa publicar!rss

Anyway, dou o maior apoio à luta de vocês!!! Bikers Unite!!!!

Craw! disse...

"padrões de condução não adequados" andemos todos motociclistas da cidade que seja em fila, ocupando o espaço devido, do comprimento de uma moto no trânsito e vejamos o resultado disto em um dia! Quanto aos tachões, também enxergo como um crime, assim como o "asfalto" da minha cidade, Bragança Paulista.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...