quinta-feira, 30 de maio de 2013

Caveira




Foi uma honra meu amigo Wilson Caveira me deixar publicar suas histórias aqui no LoM.

Recordar é viver, aqui vai a primeira história do Caveira que publicamos:







Acordei de repente.

Tinha apagado no sofá do bar de novo.

Um último cliente deve ter encostado a porta quando saiu.

Perto da porta tinha um cachorro dormindo.

Levantei, fui abrir a porta pra enxotar o cachorro.

A Shovel ainda estava lá.

Voltei pra dentro, mijei, tomei um pouco d’água da pia.

Pensei em sair na Shovel. Estava muito bêbado ainda pra andar de moto. E bêbado demais pra quicar essa merda 30 vezes.

Saí em direção de casa.

Lá vinha ela na calçada. Cambaleando, se encostando nas portas imundas das lojas.

Vem passando me olhando com aqueles olhos lindos, vermelhos e verdes, maquiagem escorrendo.

“- Puta!”

“- Cachaceiro!”

Antes que ela virasse dei-lhe um tapa. Pegou na lata.

De novo aquele olhar. Furiosa, doidona, tesuda.

Catei ela pelo braço e fui levando pro bar.

Fiquei tarado. Joguei ela no sofá que ainda estava quente, ataquei ela com força. Como ela gosta.

Ela me respondeu carinhosa. Como eu gosto.



Acordei de repente.

Barulho de fritura e um cheiro perfeito vinham da cozinha.

Ela me deu uma Coca-cola estupidamente gelada.

“- Acorda que já ta quase na hora de abrir o bar.”


W.C.





Mais do Caveira nesse link:

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Satori.


Collection


Cut Down - Repost.

Esse artigo foi escrito pelo Hadys da Jurassic Machines http://www.jurassicmachines.com.br/ e publicado aqui no LoM a pouco menos de uma ano.

Pra mim, um dos artigos mais bacanas que passou por aqui.






Quando se pensa na origem dos Hot Rod a primeira imagem que vem a mente é a dos T-bucket, feitos com o Ford modelo T da década de 1920 sem os paralamas ou estribos e com as portas soldadas.


Mas quando se pensa em uma Hot Rod bike a imagem  já é a de uma Bobber feita com uma Harley da década de 1940 aliviada de peso.


Como explicar que o inicio da customização de carros se deu com modelos da década de 1920 e a de motos se deu com modelos da década de 1940?

A resposta é simples, nunca houve esse hiato!


Nas décadas de 1910 e 1920, as fábricas de motos produziam modelos especiais para as corridas e quem queria participar delas e não tinha dinheiro para um desses modelos era obrigado a adaptar as motos de série para isso. 

Essas adaptações consistiam em aliviar o peso da moto, que assim como as Bobber da década de 1940 perdiam os acessórios supérfluos e tinham os paralamas cortados, porém havia uma diferença significativa, a modificação do quadro ...


As HDs das décadas de 1920 e 1930 tinham os quadros altos o que deixava o piloto em uma posição muito elevada e conseqüentemente elevava o centro de gravidade da moto, a solução era então reduzir a altura desse quadro, e isso era feito cortando uma parte do tubo central do quadro reduzindo-o, essa mudança fazia com que essas motos ficassem conhecidas pelo termo “cut-down”.


Com a redução da altura do centro do quadro os tubos superiores eram curvados reduzindo o espaço do tanque obrigando então a redução do tamanho deles criando então a primeira versão dos tanques “peanuts”. 

Curiosamente vários customizadores usam esses tanques pequenos  sem saber a origem disso.




Esse tipo de customização apesar de ser pouco ou nada conhecido por aqui, é assunto recorrente em foruns estrangeiros sobre HDs com vários tópicos específicos sobre isso, comumente são chamadas de “cut-down Califórnia” como referência local que foi o berço desse estilo ou como "Sam Oppie Special".



JDH two cam original

JDH two cam cut-down

Posicao de pilotagem original

Posicao de pilotagem na cut-down


HADYS


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...