segunda-feira, 29 de junho de 2015

Itacoa Legends


Definitivamente um dia muito especial.

O evento aconteceu no sábado (27/06), e começou cedo. Às 7:30hs ja estava dificil parar carro em Itacoatiara.

Um dia típico de inverno carioca, friozinho gostoso, mas muito sol. Água quente, clara, e principalmente, com ondas de 1m a 1,5m.

Itacoatiara é uma praia de temperamento variável, e deu pra ver as mil mudanças no decorrer do dia.

Cedo parecia que o mar não ia firmar, e o swell que já permanecia a dois dias parecia que ia deixar os surfistas na mão no meio da competição. Às 8:30hs começaram as baterias.

O mar foi fortalecendo, a mudança de maré mostrou que Iemanjá abençoava a festa. Deu onda o dia todo. Chegou a entrar um vento sul por volta de duas da tarde, mas mesmo o vento ainda virou no fim do dia, um terral levantando a cabeleira das ondas fez uma final LINDA.

Mas nego tinha que ficar de olho, toda hora abria uma vala, o pico mudava de lugar. De uma bateria pra outra parecia que tudo tinha ficado diferente...




Alguns dos melhores bodysurfers do Brasil estavam presentes. De Norte a Sul do país, veio gente de tudo que era canto. Dos "Cabras de Peito" do Ceará às meninas de Garopaba. (Além de alemães e argentinos - o campeonato foi internacional mesmo...)

O nível da competição estava elevado, a cada fase via-se a qualidade técnica aumentar.





Mas mais que tudo, o que chamou a atenção nesta deliciosa festa, foi o clima de camaradagem, de parceria e de união entre todos.

É muito gostoso ver que tantos anos depois de alguns movimentos que fizemos em tentar unir os praticantes, finalmente essa nova geração conseguiu nosso objetivo.

Principalmente, sem perder a ESSÊNCIA do Bodysurf. Uma atividade saudável, em que você fica imerso na água salgada, vivenciando em seu corpo a energia das ondas, "sem intermediários".

Essa maravilha que é receber toda a energia do mar diretamente em seu corpo, o bem que isso faz a sua mente, a pureza que isso causa em seu espírito.




Fico muito feliz de ter podido participar deste evento incrível, e extremamente orgulhoso de ver essa nova geração divulgar essa atividade única com tanta energia positiva.

Ano que vem tem mais.

E o Lord não vai só de patrocinador não... A velha carcaça vai estar mais em ordem, e vamos ensinar a essa garotada como faz pra virar peixe de verdade.



Quem venceu? Não que isso seja importante, mas foi o Kalani Latanzi no handsurf e o Rogério Caju no bodysurf...

Um comentário:

Vinícius Dobis disse...

Excelente texto Lord, obrigado pelo apoio, patrocínio e toda moral.
Enfim nosso esporte começa a caminhar num rumo que merece.
Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...