domingo, 18 de outubro de 2015

A INDIAN CHEGOU!!! 3a. Parte da História da Indian.

Sem os fundadores, a Indian mesclaria periodos de grande expansão com outros de decisões arriscadas.

Durante a Primeira Guerra (1914-1918) a empresa orientou seu foco na fabricação de motos militares: entre 1907 e 1919, forneceu 50 mil modelos Powerplus, a antecessora da Chief para o Exercito - e praticamente paralisou a produção de motos civis. A rede de concessionárias quebrou, e a Indian perdeu o posto de lider de vendas nos EUA para a Harley.



Nem o lançamento da Scout e da Chief, em 1920, reverteu a situação. Muito embora os dois modelos representassem o maior avanço tecnológico atingido pela empresa - e afinal, por uma motocicleta americana. Scout e Chief foram desenhadas e projetadas pelo engenheiro e ex-piloto irlandês Charles Franklin, e ambas compartilhavam o mesmo motor de dois cilindros em V de 660 cc, o mesmo tipo de quadro tubular, e traziam a inovadora transmissão acoplada ao motor e acionada pelo pé do piloto.



O período de maior prosperidade da Indian aconteceu entre 1931 e 1945, quando as operações foram assumidas por Paul Du Pont, um dos herdeiros do conglomerado industrial que leva o nome da familia e criador da Du Pont Motors - montadora de automóveis de alto luxo fundada em 1919. Paul Du Pont não economizou recursos. A fábrica de Springfield, conhecida como "a tenda" passou a ocupar uma área construída de 50 mil metros quadrados e todos os modelos começaram a contar com 24 opções de cores, inclusive combinações, fato inédito na época. A Du Pont, vale lembrar, era a maior fornecedora de tinta para a indústria.

É nesse período que as  motos começam a ganhar um desenho inspirado na Art Déco, característica mantida nas Chief atuais e evidente no formato do para-lama dianteiro, uma bela peça de aço ornamentada pelo cocar.

Novos motores de maior capacidade foram lançados, ao mesmo tempo que a suspensão dianteira ganhava garfos telescópicos. Foi ainda o período em que a Indian mais investiu em publicidade.





Na próxima postagem vou abordar o "fim" da Indian em 1953. E  os anos incertos até a chegada da Polaris.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...