sábado, 28 de novembro de 2015

INAUGURAÇÃO INDIAN MOTORCYCLE RIO


9h às 12h - Café da Manhã

12h às 14hs - Show com Greg Wilson e Flavio Guimarães do Blues Etílicos

12h às 18h -  Foodtruck.

Chopp e refrigerante por nossa conta.




Venha com uma camisa (mesmo que usada) de uma marca de motocicleta (Harley, Honda, Yamaha, ou qualquer outra) e troque por uma camisa da Indian.

As camisas arrecadadas serão doadas aos necessitados.


terça-feira, 24 de novembro de 2015

Walking Blues

Greg Wilson e Flávio Guimarães, do Blues Etílicos, estarão animando a inauguração da 
INDIAN MOTORCYCLE RIO.


1a. INDIAN a desembarcar na "Grande Oca"


E a gente vai... escrevendo a história...

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Scout Sixty





O renascimento da Scout foi sem dúvida um tremendo sucesso para a Indian Motorcycle Co. A moto tornou-se a de venda mais rápida na história da marca. Na realidade, vende tão rápido que a fábrica está acelerando a produção para atender a demanda.
Sem perder o ritmo, a Indian dispara outra paulada o mercado em 2016. Lançada oficialmente no Salão de Milão deste ano, surge a Scout Sixty.
O nome se refere ao motor de 60ci (999cc) e ao ângulo de 60 graus do motor V-Twin. Uma moto de "entrada" para a marca, mais acessível. Ainda assim, uma moto grande, pros padrões internacionais...
Notadamente nascida para disputar mercado com as Sportster 883 da Harley, a Scout Sixty produz 78HP e 65lb-ft de torque a 5800RPM. Uma caixa mais curta, de 5 marchas  (diferente de todas as outras Indians, de 6 marchas), conferem à Sixty uma arrancada que não deixa nada a desejar à sua irmã maior em termos de brutalidade.
O modelo na cor Thunder Black é uma moto "all black": quadro de aluminio, suspensão traseira, banco e rodas pretos. Muitos dos seus acessórios são intercambiáveis com os da Scout.
"Esperamos que a Scout Sixty acelere o já sem precedente sucesso que temos tido com a nova patlaforma Socut. A comunidade "Custom" recebeu muito bem a Scout e temos visto muito entusiasmo entre customizadores, construtores, e fabricantes aftermarket" disse o Diretor de Marketing da Indian Motorcycle, Scott Meek.
O modelo básico da Scout Sixty chega ao mercado americano a U$8999.00 (U$2000.00 a menos que a Scout). Apesar de não haver ainda previsão de sua chegada ao Brasil, essa é uma moto com possibilidade de chegar aqui na faixa dos R$40 mil. Ou seja... as Sportsters que se segurem...


2016 Indian Scout Sixty Specs:
ENGINE
Engine: Liquid Cooled V-Twin (60 degrees) DOHC, 4-valves per cylinder, semi-dry sump
Transmission: 5-speed constant mesh
Bore x Stroke: 3.661” x 2.898” (93 mm x 73.6 mm)
Clutch: Wet, multi-plate
Compression Ratio: 11 : 1
Cooling: Liquid
Displacement: 61 cu in / 999 cc
Exhaust: Split dual exhaust with cross-over
Final Drive: Belt drive, 141 tooth
Fuel Capacity: 3.3 gal (12.5 ltr)
Fuel System: Electronic fuel injection, closed loop / 60 mm bore
Oil Capacity: 5 qts (4.8 ltr)
Primary Drive: Gear drive wet clutch
Peak Torque: 65 lb-ft at 5800rpm (88.8 Nm at 5600 rpm)
SUSPENSION
Front Suspension: Telescopic fork, 41 mm diameter, 4.7 in (120 mm) travel
Rear Suspension: Dual shocks, 3.0 in (76 mm) travel, adjustable
CHASSIS
Dry Weight: 542 lbs (246 kg)
Ground Clearance: 5.3 in (135mm)
Length: 91 in. (2311mm)
Rake/Trail: 29° / 4.7 in. (120mm)
Seat Height: 25.3 in (643mm)
Wheelbase: 61.5 in (1562mm)
BRAKES
Front Brake: Single 298mm floating rotor with 2-piston calipers
Rear Brake: Single 298mm floating rotor with 1-piston caliper
WHEELS & TIRES
Front Tire: Kenda K673F, 130/90-16 72H
Front Wheel: Cast 16” x 3.5” (406 mm x 89 mm)
Rear Tire: Kenda K673, 150/80-16 71H
Rear Wheel: Cast 16” x 3.5” (406 mm x 89 mm)
COLORS & MSRP
Thunder Black $8999
Indian Motorcycle Red $9299
Pearl White $9299

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Greg Wilson & Flavio Guimarães.




Estarão conosco na inauguração da Indian Motorcycle Rio.
Dia 28/11.
Indian Motorcycle Rio.
Av. das Américas, 1215 - Barra da Tijuca, Rio.
Aparece lá!

sábado, 14 de novembro de 2015

Chevi





Conheci o Chevi em 2009, quando fui a um evento em Volta Redonda. A empatia bateu de cara, em poucos minutos estava conversando com um amigo.

Na época fiz uma matéria sobre esse encontro, de como eu tinha havia ficado impressionado com o cara, e com trabalho dele.

Agora fizeram esse mini-documentário com o cara. Um customizador brasileiro, "de raiz", com estilo e personalidade própria.



Outras postagens que fiz sobre o Chevi: http://www.lordofmotors.com/search/label/chevy

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A INDIAN CHEGOU!!! 7a. e Última (?) Parte da História da Indian



INDIAN SCOUT.





Quando fui convidado a integrar a equipe Indian Motorcycle Rio, não tenho como negar, fiquei num dilema. Quase 20 anos andando de Harley (e outros 20 antes, de outras motos), apaixonado pelo nosso "meio", como abriria mão disso para embarcar nessa aventura?

Tirando o óbvio interesse profissional, algumas coisas fizeram com que eu decidisse participar desse projeto de introdução da Indian no Brasil.

Uma das coisas que fez com que eu decidisse dessa maneira foi essa moto: a SCOUT. Vou explicar porque.




Sou um apreciador atento e curioso da arte da Customização de motos. Tenho alguma experiência e conhecimento sobre o assunto, e convivo e tenho como amigos alguns dos melhores artistas do Brasil. Enfim, considero que sei apreciar a Arte.

Na minha opinião, o máximo em Customização é quando você constrói uma moto do zero. Quando “em volta de um motor” você faz nascer seu projeto.

Com conhecimento limitado, muitas vezes adaptando ferramentas, a engenharia, a arquitetura, o design, “research & development”, tentativa e erro... E no fim, do zero, surge uma moto única. Talvez com alguma limitação técnica, talvez com alguma limitação estética. Mas definitivamente a melhor expressão possível daquela sua ideia inicial.

Agora imagine se ao invés de tantas limitações você tivesse acesso a uma equipe com técnicos de primeira linha, com vastíssimo conhecimento em engenharia, arquitetura, design... Com as melhores ferramentas disponíveis, uma marca forte  por trás, bancando o desenvolvimento de seu projeto. Qual seria o resultado?

Agora imagine se essa marca fosse a Indian, nas milionárias mãos da Polaris Industries, que te desse como tarefa recriar a mais icônica das suas motos... 





Pois bem, basicamente, foi isso que aconteceu com  Richard Christoph e sua equipe. Em 2011 foram contratados para RECRIAR uma versão do século XXI da INDIAN SCOUT.

Desenvolvida DO ZERO. Nesse caso, não foi desenvolvida “em volta de um motor”. Até o motor foi criado DO ZERO.

Tomou-se um extremo cuidado em fazer com que a Scout fizesse juz ao legado que esse nome trás embutido. Uma moto ágil, veloz, de fácil manejo, robusta. Uma "versão moderna" da SCOUT, mantendo os conceitos originais da moto.

Muitas referências às antigas Scout aparecem no design. O formato do quadro, dos paralamas, do tanque, do farol, do guidão. Até a posição de pilotar a moto se assemelha à das motos antigas.

Mas com toda a "reverência às referências", a moto é extremamente moderna. Quadro de alumínio,  motor de 1133cc (e 100hp!!) com alimentação por injeção eletrônica de última geração, freios com ABS. Com todos estes ingredientes  que somados dá à Scout o  "rótulo" de Performance Cruiser.


Construiram uma moto reverenciando seu passado histórico, sem necessariamente ter que ficar presos a uma tecnologia obsoleta. Sem deixar de prestar homenagem às suas antecessoras, e mantendo o CONCEITO ORIGINAL.

A SCOUT era uma moto à frente de seu tempo, com tecnologia de ponta para a época. Pois recriaram a moto mais de 60 anos depois, onde se pode notar a evolução natural que teria acontecido caso ela não tivesse sido tirada de produção.

Isso foi o que, no fim, me fez apaixonar pelo projeto. E embarcar nessa incrível viagem que é ajudar a posicionar a marca no mercado brasileiro.






Bom, essa é uma breve história do que aconteceu com a Indian, até hoje. Das aventuras, dos sucessos, dos fracassos, dos acertos e erros.

Mas a história não acaba aqui. Pelo contrário. Estamos escrevendo um novo capítulo dessa história, com a Polaris e sua chegada ao Brasil. E tenho enorme orgulho de estar participando disso.


Convido todos a conhecer as motos, fazer um test drive, e quem sabe, ajudar a escrever essa história conosco.


A INDIAN CHEGOU!  E ESTAMOS COM ELA!





Leia as outras partes desta breve história da Indian clicando no link abaixo:

http://www.lordofmotors.com/search/label/Hist%C3%B3ria%20da%20Indian


Acompanhe os lançamentos da Indian Motorcycle Rio curtindo nossa fan page no facebook:

https://www.facebook.com/IndianRio/

Inscreva-se em nosso Grupo no Facebook, ali é onde tudo acontece...

https://www.facebook.com/groups/indianmotorcyclerio/

E curta a fanpage de Lord of Motors. De lá sai o que vai acontecer...

https://www.facebook.com/lordofmotors/





Spring time in Paradise.




quinta-feira, 5 de novembro de 2015

A INDIAN CHEGOU!!! 6a. Parte da História da Indian



O Thunderstroke é o coração dos modelos Chief 

Uma vez proprietária da Indian Motorcycle, a Polaris Industries não parou mais de trabalhar para resgatar a tradição e excelência que caracterizaram a marca desde o início.

Jay Leno diz, num dos seus programas "Jay Leno Garage" dedicado à Indian, que uma demonstração de que Indian está realmente de volta, é a criação do motor Thunderstroke 111.

A tarefa não era fácil. Aliar características tradicionais dos motores Indian, às necessidades modernas de qualidade, performance, durabilidade, e som e emissão de gases compatíveis com a realidade atual.

O motor foi fabricado DO ZERO, 1811cc (111ci), uma obra de arte da engenharia. Mantiveram muito do visual tradicional Indian: refrigeração a ar,  cabeçote "aletado",  escapamento apontando para baixo,  49 graus do motor em V. Mas com injeção e acelerador eletrônico, um motor extremamente moderno, confiável e potente.




Indian® Thunder Stroke 111

Engine Overview 

Displacement: 111 c.i. (1811 c.c.)
Maximum Engine Torque: 115 ft-lbs 
Engine Type: 49 deg V - Twin
Cooling system type: Air Cooled with Integrated Oil Cooler
Idle speed +/-50rpm: 800 RPM
Max Engine speed: 5500 RPM
Crankcase Design: Unit Construction

Valvetrain 
Valves per cylinder: 2
Actuation: Three-Cam, Push-rod, OHV
Lifter Type: Hydraulic
Compression Release: Yes
Bore: 3.89 in (101 mm)
Stroke: 4.45 in (113 mm)
Target Compression Ratio: 9.5: 1
Balancer Type: Helical Gear Primary Balancer

Drive Train 
Primary Drive: Gear 55/86 ratio
No. of Ratios: 6-speed Overdrive constant mesh
Spur/Helical: 1st Spur, 2-6 Helical
Gear Ratios (overall) 
1st 9.403
2nd 6.411
3rd 4.763
4th 3.796
5th 3.243
6th 2.789
Final Drive: Carbon Fiber Reinforced Belt 30/66 ratio
Clutch Type: Multi-plate, Wet clutch, Integral Damper

Fuel Induction System 
Throttle actuation: Electronic Throttle Control
Throttle Diameter: 2.13 in. / 54 mm
Fuel Delivery type: Electronic Sequential Port Fuel Injection
Fuel Type: Premium recommended

Lubrication System 
Oil Type: 20W-40
Sump type: Semi-dry






Este é o motor que equipará as motos da linha Chief, que chegam ao Brasil.

Chief Classic


Chief Vintage


Chieftain 

Roadmaster




Pra que a matéria não se alongue demais, deixei por último o texto sobre a Indian Scout. Na próxima postagem, abordo essa moto icônica, que foi no fundo o grande motivo de eu ter me interessado em me envolver com a Indian.

Leia as outras partes desta breve história da Indian clicando no link abaixo:

http://www.lordofmotors.com/search/label/Hist%C3%B3ria%20da%20Indian


Acompanhe os lançamentos da Indian Motorcycle Rio curtindo nossa fan page no facebook:

https://www.facebook.com/IndianRio/

Inscreva-se em nosso Grupo no Facebook, ali é onde tudo acontece...

https://www.facebook.com/groups/indianmotorcyclerio/

E curta a fanpage de Lord of Motors. De lá sai o que vai acontecer...

https://www.facebook.com/lordofmotors/


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

FABRICATORS WANTED



O Salão Moto Brasil definitivamente quer abrir espaço para a participação de quem realmente vive da indústria, do pequeno fabricante, do pequeno comerciante, do artesão, do artista que fabrica peças, acessórios, ferramentas ou qualquer outro produto destinado à customização.

É uma GRANDE OPORTUNIDADE de se fazer visível num dos mais importantes eventos motociclísticos do Brasil.

Mande um e-mail para a Fabíola. Ela terá todas as informações que você precisa.

fabiola@salaomotobrasil.com.br

Bike & Art Show. Vem fazer o evento com a gente...


The Ken Fox Troupe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...