sábado, 17 de junho de 2017

Códigos de Erro (Diagnostic Trouble Code - DTC)




Pra quem precisar, no link abaixo estão listados todos os Códigos de Erro (Diagnostic Trouble Code - DTC) das Harleys do ano 2004 até o presente.

Recomendo salvar como favorito no celular, nunca se sabe quando a moto vai te deixar na mão, e saber o Código de Erro ajuda bastante quando você for incomodar um mecânico porque ta na merda no meio do nada...





segunda-feira, 5 de junho de 2017

O filho do Wilson Caveira


A fruta não cai longe do pé, filho de peixe peixinho é.

William Caveira, filho de Wilson Caveira, pela primeira vez aqui no LoM, contando um de seus causos.



"Fim de tarde, o sol começava a surgir depois de uma pancada de chuva. Coisa rápida, mas o suficiente pra eu chegar no posto ensopado até o saco. Um posto desses bem fuleiros de beira de estrada. Secando a carcaça no sol, sentado naqueles bancos de madeira, com os pés apoiados na moto, pensado na vida e em como o Twin Cam 88 é o melhor motor já fabricado. 

Alguns caminhões parados, meninas de mini-saia perambulando entre eles, eis que um caminhoneiro para ao meu lado observando o Harlão empoeirado, e solta:

- Essa é a rainha da estrada! Quantas cilindradas? 

- 1450, eu respondo. 

Ele estende o copo que trazia na mão e emenda: 

- Vai um rabo-de-galo aí? 

Rabo-de-galo... 

A lembrança me dá um arrepio na espinha, em meio a uma larga risada eu agradeço e digo: - Não amigo, ainda não sou Homem suficiente pra isso. 

E que lembrança. Uma noite fria, eu ajoelhado entre a Shovel e a Twin Cam, vomitando as tripas e o meu velho, o velho Wilson Caveira, em pé, com o braço apoiado no guidão da Shovel e na mão o copo me larga: 

- Falei que tu não aguentava me acompanhar no rabo-de-galo. Tu ainda não é homem pra isso. 

Eu ali, ajoelhado no chão, com os respingos de vômito na minha roupa, na tampa da primária da Shovel, as mãos apoiadas na plataforma... Uma náusea ensandecida, secando a boca com a manga da jaqueta consegui largar um: - Vai se foder véio do caraio. 

Foi uma das primeiras vezes que eu tentava provar pro meu velho que eu já estava pronto. O velho Wilson. Também chamado pelas pessoas mais bizarras da cidade pelo apelido de Caveira. 

 A entrada de mais um caminhão levanta a poeira e arrasta meus pensamentos de volta ao posto. Termino meu café, visto o capacete. Chamo o caminhoneiro e pergunto: Ae, seguindo reto aqui eu saio em Casadocaralhópolis? Meu véio falou que rola um evento massa lá! 

Ele franze a testa e responde: Não! Essa rodage termina em Cudomundópolis. Você tinha que ter entrado lá atrás a direita. Daqui lá deve dar uns 400 km. 

Bem que o velho me alertou que esse trecho era meio baralhado. Desafivelo o capacete, dou um tchauzinho pra mina da mini-saia, viro pro caminhoneiro e pergunto: Aquele rabo-de-galo ainda tá na mão? 

É, vai ser uma longa jornada noite à dentro..."







Um agradecimento muito especial ao amigo Ricardo "Lixo", dos Morlocks MC. 
Tamo junto!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Se eu não fosse eu, queria ser o Willie Nelson.


Chopper Camp 2017




Quando o Paulo (Joe King Speedshop) fez contato comigo, convidando pro Chopper Camp, minha resposta imediata foi: Não to afim de ir, TO PRECISANDO IR. A rotina é uma merda, e por mais que minha rotina seja bem diferente do normal, variar um pouco não faria mal. Nada melhor que uma viagem com uns caras da pesada pra desopilar a mente...




A previsão do tempo era de chuva pro fim de semana do Camp. Campos do Jordão é um frio dos infernos nessa época do ano, e acampar com chuva, no frio, não era bem minha ideia de diversão...

Já estava até desanimando, quando chegou pelo correio meu Kit de participante. Pensei bem, e mandei um foda-se pra tudo. Vou nessa porra, o frio que se foda.


Eu tenho uma regra, não sair pra viagem de moto se já estiver chovendo. Pegar chuva na estrada, tudo bem. Mas sair com chuva é mal presságio.

Pois bem, não precisei quebrar a regra, saí de casa às 4 da manhã, sem chuva. 

Mas foi só sair da Ponte Rio Niterói e pegar a Avenida Brasil que começou o aguaceiro. Capa de chuva, bota gelada, lenço no rosto, velocidade reduzida, vamos nós, em direção ao "Born Frio"...



Seis horas de friaca, acabo sendo o primeiro a chegar em Campos do Jordão. E com isso virei cobaia da estrada de barro pra chegar no  pico do evento.

Haviam passado a máquina na estrada, e com as chuvas fora de época, virou trilha pra big trail... 
LAMA PRA CARALHO!




À medida que nego foi chegando, foi encarado (ou não) da melhor maneira possível o obstáculo. No fundo, o lameiro foi uma atração bacana do evento, e serviu pra todo mundo ficar ainda mais brother... Todo mundo tinha que se ajudar, sozinho ninguém chegaria lá em cima. 











As motos ficaram lindas, com esse acabamento de barro vermelho...




Mas era o purgatório pra chegar no Paraíso.

O local é fantástico, lindo demais. A beleza natural de Campos do Jordão, e principalmente deste sítio... Até uma cachoeira tem no pico!

NÃO PEGA CELULAR! NEM INTERNET!!! 

Frio, fogueira o tempo todo acesa, fundamental.











Sempre digo que o que faz o evento somos nós.

Um evento alucinante, mas com nego mala, fica uma merda. E um evento cheio de percalços, com gente bacana, fica do caralho.

Um evento alucinante, com gente bacana, como fica?

















































O Chopper Camp contou com o patrocínio da Wild Turkey Whiskey e da Cerveja Miller.
Dá pra imaginar o consumo alcoólico da galera?




No segundo dia de evento pintaram dois pizzaiolos foda (The Barba Brothers) que mandaram uma seção de pizza no forno a lenha de tirar a barriga da miséria... Pizza artesanal da melhor qualidade...









Fiquei muito satisfeito de participar deste primeiro Chopper Camp.
 Um evento de primeira, "roots", gente da melhor qualidade. Novos amigos que tenho certeza esbarraremos muito ainda.

Ao Paulo e equipe, meu muitíssimo obrigado pelo convite. Conta comigo pros próximos, não tem como eu deixar de participar.

Chopper Camp. 

Tava faltando evento como esse.

Ano que vem tem mais!










CRÉDITOS DAS FOTOS E VIDEOS:
PARTICIPANTES DO CHOPPER CAMP
(galera, impossível eu saber o autor de cada imagem)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...