quarta-feira, 8 de março de 2017

Tom McMullen & AEE Choppers



Os anos 60 foram uma época excitante na California para quem gostasse de motocicletas. As Choppers haviam se popularizado, e havia uma enorme demanda por peças e acessórios.

Pra atender essa demanda, surgiram diversas empresas fabricando Choppers, peças e acessórios. A maioria de motociclistas que fabricavam para si e seus amigos, que acabaram expandindo e se tornando um negócio. A cena era ávida por novidades, e os negócios prosperaram.

Em 1967 surge uma empresa que logo deixou todas as outras nas sombras: a AEE Choppers.

Tom McMullen era um apaixonado por Hot Rods, que trabalhava de free-lancer fotografando e escrevendo artigos para a revista Popular Hot Rodding Magazine. Empolgado com a cena Chopper, Tom junta um time de respeito e funda a AEE Choppers. Junto com sua esposa Rose, dão inicio à essa verdadeira revolução na indústria da customização da época.

A grande revolução foi a maneira como a customização foi encarada, e o uso da mídia da época para alavancar suas vendas. Com o tempo, o controle de qualidade e a inovação passaram a ser o carro chefe da AEE.

McMullen criou um "Catálogo" de peças que, de tão interessante, era vendido em bancas de jornais (relatos de contemporâneos à revista dizem que o fato de ter muita mulher nua no catálogo ajudava MUITO a venda).

Um catálogo completo, com centenas de peças e acessórios. Com as peças de McMullen era possível montar uma Chopper do zero (fora motor e transmissão). Com diversas opções de quadros, tanques, guidões, rodas, para-lamas...

Além de ser uma incrível ferramenta de vendas (o "Guide" era distribuido por todos os Estados Unidos), era uma excelente forma de referência para fabricantes. Muita gente boa começou copiando peças do catálogo da AEE.

Com o sucesso do catálogo "Chopper: The Custom Motorcycle Guide", Tom McMullen resolve fundar a revista "Street Chopper", pioneira no mundo editorial sobre o assunto. A Street Chopper foi fundada em 1969, quase ao mesmo tempo que a Easy Riders Magazine.

O que mais me chamou a atenção nessa história foi o fato da industria americana já estar tão sedenta por novidades, e a cena tão estruturada, que o empreendimento foi um sucesso.

Um caminho parecido com o que nossa indústria brasileira hoje engatinha.

NUNCA vou permitir que meu foco principal deixe de ser o artesanal, o fundo de quintal, o "unha preta". Sempre são esses os verdadeiros pilares onde a customização se apoia. Em nossos eventos fica bem claro o espaço que damos aos verdadeiros Artistas da customização.

Mas considero fundamental o crescimento de nossa indústria, e que surjam "Tom McMullens" nacionais, para que evoluamos ao próximo nível.

Temos mão de obra qualificada (um exército de desempregados da industria petrolifera que tem conhecimento técnico utilizavel!), acesso a equipamento de ponta,  um talento natural para adaptar e solucionar problemas, e principalmente UM MERCADO FAMINTO.

Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor.













2 comentários:

Alvaro Melo disse...

Já tem um tempo que eu acompanho esse blog, recheado de muita boa informação sobre motos, customização, ótimos eventos e fotos de motocas espetaculares, além da seção "enfeitemos" que é a melhor...

Eu visito aqui quando não estou podendo andar de moto, ou seja, nas poucas horas que eu estou no trabalho, daí eu acabo me distraindo e matando a saudade da moto...

Mas resolvi escrever para dizer que o cenário das motos CUSTOM no Brasil (e no meu estado Goiás) precisa crescer muito, precisa melhorar, precisa diversificar a oferta de opções de customização e fornecimento de peças e acessórios, assim como a AEE Choppers fez nas décadas de 60 e 70 nos EUA.

Vejo que vocês aí do Rio de Janeiro estão no caminho certo. Este blog é a prova disso. Aproveitem essa sacada genial da AEE Choppers. Vejo muita criatividade nesse blog e nos eventos que vcs fazem. Em um futuro próximo quero viajar até aí para ir em um desses eventos e tomar um Jack... Espero que continuem crescendo e que logo vocês e seus parceiros passem a comercializar acessórios de customização pela INTERNET para todo o Brasil com preços justos, para que possamos evitar o monopólio das concessionárias Harley, que eu evito a todo custo, mas que aqui em Goiás é difícil, pois temos poucas opções de oficinas que fazem um bom trabalho de customização...

Nós, pilotos de motos, estamos sedentos de eventos, peças e acessórios e boas oficinas!

Abraços e bons passeios!

Naza disse...

Esse é o melhor site biker do Brasil! Abraços lord!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...