sexta-feira, 15 de junho de 2018

Sobre customizações, mosquitos e Nina Simone.

Repost de um texto de 2011, quando nego ainda lia...




"Estava aqui sentado vendo as estrelas saindo detrás do monte e sumindo nas telhas da varanda.

Eu tinha desligado o telefone com o Lobo. E fiquei pensando num dos assuntos que conversamos, as modificações que vamos fazendo nas motos à medida que o tempo vai passando.

Lembrei da primeira moto dele, uma das Sportsters mais bonitas e bem feitas, mas que seria impraticável pro que ele utiliza hoje. Na época fiz um comentário de que “a bike is supposed to be ridden”, a respeito de customizações bem bacanas que ele havia feito, mas que pra mim achava completamente sem propósito.

E como ele agora estava pensando em colocar um seca na Evo, uma das primeiras coisas que aconselhei na época que comprou a moto.

O cara agora está pegando estrada direto. É natural que queira colocar a moto o mais preparada possível pra isso.

Em cada fase da vida a gente vai adaptando a moto pras nossas necessidades.

A moto no fim acaba sendo mesmo uma expressão do dono. Se um cara tem a mesma moto a uns dois anos, dá pra conhecer um pouco dele só olhando pra moto.

Ali vai ficando, ano a ano, a cada fase da vida, nosso aprendizado.

A Carolina, minha CB 400, tinha um guidão da Custom (quase um mini-seca), um Highway Peg artesanal (que na época eu chamava "pedaleira de estrada"), e um sissy-bar (que na época chamava "santantonio"), que quebravam um galhão. Tinha também um descanso de pé de Águia, mas eram os anos 80, sabe como é...

Rodei mais de 200.000km nela. Ela era a expressão daquela fase da minha vida.

Acredito que customização é buscar referencias pro seu objetivo, mas no fim, é bunda no banco e pneu no asfalto que vão te dizer o que funciona pra você.

Por isso digo que os melhores acessórios que você pode colocar na sua moto são quilômetros.


Bom, os mosquitos estão me devorando, vou voltar lá pra dentro que Nina Simone está me chamando."




8 comentários:

Nik disse...

Grande Lord. Acompanho seu trabalho e blog há muitos anos... já tive blog, foi bem divertido. Escrevia muito mas, tu percebe que o que o povo gosta é de foto. Ok, eu também gosto. Meu ponto é, o brasileiro não gosta de ler, desaprendeu a ler, acha inútil. Por isso a web no Brasil é tão restrita. Enfim, tu tem um leitor sim, eu, e se tu não escreve mais, tudo bem. Quando a gente se conhecer a gente conversa, paciência. Abraço!!!!

Carlos Abila disse...

e também da época que vc escrevia como ninguém!!!! saudades

Tassio Felipe disse...

Fala lord, seus textos me motivaram ao que eu estou fazendo na minha motoca. Estou polindo, cortando remontando arranjando encreca com as leis kkkk, mas é bem isso, a moto chega uma hora passa refletir um pouco do que vc é ou momentobde vida, simplesmente rodar sem refletir se é aquilo que tu quer, se aquele jeitinho mesmo é que vc quer ou precia, é que nem Tu passar perrengues na vida e se acostumar a tomar na cabeca. A vida nem sempre é alegria mas se acostumar com aquilo que ti incomoda e masoquismo, da mesma forma a motoca. Valeu pelas palavras

Levi Quintanilha disse...

rapaz, eu tb sinto falta dos textos...

Mario Monteiro disse...

Anota ai que eu tbm leio!
Escreve e f... quem não ler.

Pq quem ler vai gostar!
Abcs.

Anônimo disse...

Poxa, sou um dessa "nova geração" de ""motociclistas"" e vou te falar que uma das coisas que mais me fascina é ler ou ouvir uma boa historia, principalmente quando se trata de um assunto que gosto que são as motocas... sou um acompanhante assíduo aqui do blog, conheci faz talvez uns 2 ou 3 anos e logo no primeiro dia já me dei ao luxo de caçar todos seus textos e historias anteriores... são textos f a n t á s t i c o s...
Enquanto não saem mais textos das tuas historias vou devagarinho escrevendo a minha de titanzinha 125 1998, aos poucos eu e ela estamos conhecendo os picos de SC, a ultima "trip" foi de um pouco mais de 700km um bate e volta para conhecer a serra do rio do rastro e do corvo branco... mesmo demarcando território com os pingos de óleo e babando por todo cilindro, continuamos firme e forte... HAHAHA
Aguardo mais de teus textos...
Abraço
ADR.

FB disse...

Eu li esse texto na primeira postagem e li novamente agora. Só tenho uma coisa a dizer: escreve que vc é bom nisso!

Energia disse...

Lord, também sou um que curte os Textos. As suas Historias de Viagens são fascinantes. Você é tem Belos Textos e aguardamos muito mais. Conta Histórias de Viagens, principalmente as que tem Perrengues, a Galera se Amarra. Abraços Irmão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...